COME TO ME

terça-feira, 2 de maio de 2017

A BIOGRAFIA DE DEUS

Quando modernamente se toca na ideia o na pessoa de Deus, as bilhões de pessoas vivas no mundo vão desde a negação, à aceitação da ideia, à discussão da ideia, à análise da pessoa de Deus, à recriação de Deus, à fé em Deus, a um Deus imaginário e distante ou a intimidade pueril de um Deus tão simplório que chega a ser incoerente a presumida imaginação de alguém tão raso e, simplório. Nessa última concepção boa parte dos ateus, ou das pessoas descrentes em um Deus ou no Deus cristão, encontram justificativa para a sua negação. Não sendo necessário reafirmar que todas essas referências a Deus não são a meu ver verdadeiras, todas se distanciando de forma grotesca do que Ele realmente seja ou é.

A ciência ou o conhecimento só disponível via ciência, do mundo, da matéria, das leis físicas que regem o que em parte conhecemos deixa agnósticos, ateus e também religiosos, com a consciência que tudo a nossa volta e o modo como existimos e coexistimos com todas as coisas palpáveis, é grandioso e grandiosamente complexo. Por experiência humana, de modo singular, sabemos o quanto custa realizar obras humanas muito maior que nós mesmos e que só foram e são realizadas graças ao somatório de força, engenhosidade, intelecto e criatividade acumuladas por incontáveis gerações. Logo o universo e tudo que possa existir nele só existe por uma complexidade e uma causa muito mais complexa e poderosa.



Para os que obstinadamente, por teimosia e ativismo, ojerizam a simples ideia e menção a Deus, o confronto inegável entre a ideia de que se não há Deus, somos deuses ( entendido essa ideia como somos a única mente capaz de entender o cosmos imaterial e irracional ) e a aceitação de que se como criaturas frágeis, apreendemos toda essa grandiosidade há certamente uma mente uma entidade pessoal e viva igualmente com essa capacidade ou com capacidade com a qual nos assemelhemos de alguma forma e por pura lógica causal, infinitamente maior do que cada um de nós individualmente.

Logo se Deus existe, é ou não existe, já é um primeiro problema de pura lógica já superado. Um Deus existe, embora a humanidade não saiba quem seja e como seja!

O próximo problema é se podemos apreendê-lo, pois só somos capazes de aprender coisas através de outras coisas. Por exemplo apreendemos a vida social observando animais com vida social, e olhem que são poucos sobre a terra: as formigas em várias de suas espécies ( não todas, há formigas solitárias ); as abelhas e os cupins ou termitas. Muitos outros exemplos podem ser citados da biologia, a dança surgiu, e foi inventada nas suas diversas modalidades a partir da dança dos pássaros com vista ao acasalamento; do mesmo modo a música e o canto, em todas as linguagens do mundo, o som dos pássaros é chamado de canto, embora seja apenas a linguagem usada por cada espécie deles para comunicação. Logo a primeira ideia de Deus é ligada a ideia de alguém que tenha poder e sempre um poder mágico, no sentido de ser instantâneo e um poder que faz coisas a partir não da força do trabalho, manual e física, mas um poder que faz surgir ou modifica coisas segundo a sua vontade superior, quase ilimitada o mesmo ilimitada.

Os deuses concebidos pela imaginação humana, embora muitas vezes de aspecto e ética patética, são vivos, habitam em lugares exaltados ou separados e são servidos e obedecidos. Possuem desejos e vontades que esperam que certos fins sejam atingidos e alcançados. Tomam partido de coisas, ficam satisfeitos ou ferozes, espera-se deles que efetuem julgamentos e façam justiça, recompensando ou castigando conforme merecimento. Em maior ou menor grau possuem uma faculdade de conhecer o que é oculto aos nossos olhos e nos mostram que a condição em que vivemos nesse mundo é sempre uma condição menor.

Logo por mais estapafúrdia e tida como simplória a fé em alguma divindade é mais sábia. mais razoável, que a negação da divindade e a afirmação louca de uma onipotência humana. Essa crença não é o prova de que Deus seja uma invenção da mente humana, mas mais uma inconteste prova de que uma memória perdida sofra a tentativa de um resgate, semelhante a alguém que ao acordar após um sonho, tenta a todo custo lembrar do que sonhou. O persistente mecanismo é mais uma prova de que o homem, a humanidade no seu início soube mais do que sabe modernamente, ao menos a respeito dessa origem e de quem seja finalmente esse Deus causador de todas as coisas.

Assim como só podemos saber do nosso nascimento e da nossa mais tenra infância por afirmações e testemunhos de terceiros, assim a humanidade e o ser humano. Quando não havia nenhum de nós, somente outro ser que não fosse humano, poderia nos revelar como foram tais momentos e acontecimentos. Não há outra maneira, esse é um lugar que nenhuma ciência humana poderá chegar ou ter elementos para afirmar qualquer coisa. Deus mesmo deixa revelado esse momento e fato desse tempo.

Aí entra todas as revelações em todos os registros religiosos existentes de algum modo no mundo, porém só um, por ser distinto de todos os demais, embora alguns guardem alguns singulares resquícios e semelhanças com ele, o relato bíblico judaico-cristão leva vantagem e merece crédito por ir exatamente contra o que predominava e era moda se acreditar justamente na época em foram finalmente e definitivamente escritos, vindos de uma tradição transmitida oralmente por tanto tempo antes.




Até pouco mais de cinco ou seis décadas a ciência moderna, a mesma que é ainda efetivamente ensinada em todas a sua diversidade nas escolas fundamentais, ensinos médios, faculdades, etc, endeusada pela mídia e artes modernas, essa mesma ciência defendia e acreditava que o universo era eterno. O livro de Gênesis entretanto já afirmava atravessando milhares de anos, que no principio não havia NADA, e que Deus criara os CÉU e a TERRA!

Logo a primeira ideia acerca de Deus é de um ser CRIADOR! quem portanto é Deus? o ser que criou, fez, todas as coisas!

Eu só existo porque Deus me fez! eu não existo por mim mesmo! essa é a primeira constatação de quem Deus seja: o CRIADOR e SUSTENTADOR de todas as coisas!

Por experiência, apendemos desde que começamos a perceber as coisas e o mundo ao nosso redor: a vida tem começo e fim! a vida só se mantém sustentada, seja a vida de uma planta, de um animal, do próprio ser humano!
Nenhum ser vivo é autônomo no poder de viver! temos todos que nos alimentar e respirar! todos em diferentes escalas necessitamos de condições ideais para vivermos! nós não podemos viver no interior de um vulcão ou no fundo de um lago, ou no frio da geleira sem proteção ou no deserto sem água e sem alimento.
Logo onde haja vida nesse planeta ao qual chamamos de Terra, a vida tem que ser de algum modo preservada, sustentada, protegida. A ideia de vivermos sem ou aparte de Deus não é nem de longe razoável, é na verdade, néscia, louca, irrazoável, pouco ou nada inteligente!

Por experiência aprendemos igualmente que as coisas servem a propósitos: nada nesse planeta é sem utilidade, objetivo ou completamente a parte de outras coisas igualmente complexas a sua volta. Rochas e detritos, restos de outras coisas, areia se mostram úteis e servem a propósitos interessantes embora isoladas possam parecer despropositadas e até danosas e destruidoras: da areia se obtém o vidro ( mais exatamente de certos elementos encontrados somente nela! ), de rochas os metais, e do feio e nojento petróleo combustíveis, do fogo uma ferramenta sem a qual os elementos sólidos e líquidos ficariam sem aplicação. A compreensão da força dos ventos ou dos caminhos das poderosas águas, das cintilantes estrelas misteriosas no firmamento, até a aparência mutante da lua, passando pela mágica das pequenas sementes se transformarem silenciosamente em árvores, plantas e alimentos! Deus nesse ponto é o Deus das coisas, Aquele que fez as coisa, e nós mesmos, com objetivo! nada é casual! nada é ilógico! não há loucura na existência das coisas, ao contrário, sabedoria, planejamento!

Novamente o Livro de Gênesis, demonstra de modo simples mas não simplório, que o Deus que existe e fez, fez todas as coisas planejada e objetivamente. Ele tem poder para fazer o que fez, um poder imensurável, mas Ele é sábio e detém todo o conhecimento para fazer o que fez!

O terceiro ponto é que além de fazer, criar todas as coisas, além de fazer todas as coisa inteligentemente, de colocar esse grandioso e imenso mecanismo para funcionar, ele cria algo mais espetacular:

após criar as coisas e a vida, Deus estabelece princípios, a diferença entre o que pode ser feito e o que feito será reprovado!

Notem que não é a criação ou determinação entre coisas que podem ser feitas ( no sentido de potência ) e coisas que não serão feitas ( por impotência ) mas coisas que podem ser feitas se obedecidas fazê-las e coisas que podem se feitas desobedientemente.

Muitos cristãos objetam ( por motivos que não são primários ) a expressão livre arbítrio nas Escrituras, essa expressão não está lá!como não estão lá outras palavras que simplesmente encerrariam algumas outras polêmicas no ceio do cristianismo como a palavra "trindade" por exemplo. Mas O Deus que criara todas as coisas, que criara a vida ( que do ponto de vista estrito da física é uma impossibilidade definitiva ) criara agora o conceito de "certo" e "errado", de "válido " e "não válido", de louvável e não louvável, de comunhão e de separação.

( Do início ao fim dessa postagem, escrevo lembrando dos textos bíblicos que referenda as afirmações feitas por mim nesse texto sintético, sugiro ao leitor que o enriqueça por sua própria conta com esses textos da Escritura que são de domínio público e conhecimento universal  escrevendo o seu próprio estudo do referido tema!)

É sobre fazer o que é direito aos olhos do Criador e não ao contrário, é que se baseia a ideia de um Deus pessoal, que se dá a conhecer, e através da linguagem humana Ele mesmo se comunica com esse homem. No início do Livro de Gênesis percebemos que tudo foi organizado após ser planejado e tornado funcional por causa do homem, mas o homem não foi criado para viver para si mesmo, sem um propósito fora dele. Fomos criados com um propósito dEle, de Deus, como espécie e como indivíduos. Ninguém vive para si afirmou Paulo em uma de suas cartas.

Entretanto não "sentimos" Deus... não vemos Deus... não ouvimos audivelmente a Sua voz! embora no Ocidente aprendamos sobre Ele em uma ou através das várias igrejas cristãs, só o conhecemos através de uma teologia popular e alguns havendo oportunidade de estudar mais profundamente, através de uma teologia ensinada academicamente em seminários com finalidade ministerial. Isso é importante e não é novo, é válido e louvável, mas não é tudo e nem distintivo de comunhão com Ele.

Algo mais é necessário do que um ministério, na melhor igreja, no mais correto e avançado teologicamente movimento cristão, nem como pastor, padre, fiel, beato ou membro de igreja. É necessário o novo nascimento, aquilo que acontece quando encontramos com Ele através dEle mesmo, na pessoa dEle, feito homem, quando por um ato de onipotência, Ele esteve no céu e conosco, viveu a nossa vida não para ser um reles exemplo, uma inspiração, uma referência, uma história, mas algo aparentemente incompreensível por nós em toda a sua implicação, foi feito por Ele: tomou para Si o direito sobre cada um de nós, direito que estava além da nossa compreensão nas mãos de outro ser.

Reconciliados e redimidos, recuperados de uma condição danosa, pertencemos a Ele, ao Criador novamente. Isso não é obra de uma igreja ou denominação, de algum partido teológico, de um movimento eclesial, de um líder religioso de alguma época.

Esse Deus que se torna familiar a nós pela sua obra e trabalho não é "um cara lá de cima", como reza uma canção popular brasileira destinada ao público infantil, não "o Cristo" proclamado no catolicismo em um misto de respeito e de distância... é simplesmente o Jesus que é Senhor na boca de quem o busca seja de que igreja for, de que denominação for, de que época for, ministro ou fiel, líder ou membro de igreja, "igreijado" ou solitário em uma cultura não cristã!

É intimo e inesquecível para quem O conheça, para quem nem saiba descrevê-lo como o cego curado, mas para quem foi tocado e não tem mais dúvidas que Ele seja real. Ele é amoroso, misericordioso, todo poderoso, presente, onisciente: vê e sabe todas as coisas!

Deus presente mais igualmente e tão grandioso como no dia em que todas as coisas na sua imensidão imensurável por nós foram criadas e são sustentadas!

Não importam quantas vozes de pressupostamente sábios homens, se levantem para negar o que Ele revela de Si mesmo os que o amam escolhem sempre crerem no que Ele diz. Escolhem andar por fé nEle e não por vista!

Olham para o alto e não para o mundo e suas coisas maravilhosas infinitamente menores que as coisas celestiais que Ele prometeu dar a todos que o amam!

Ele não é homem para mentir!

Ele é totalmente confiável!

A fé autentica nEle não fica sem recompensa e sem resposta!

Escolher crer no impossível é receber dEle mesmo o impossível!

Escolher não passar vergonha diante dos homens, abrir mão de esperar nEle e se acomodar com a limitação humana é perder o que Ele pode nos dar: simplesmente tudo!

Ele é o nosso companheiro, aquele que não nos deixa solitários e órfãos diante da imensidão do tempo e do espaço, das ações, dos fatos e das memórias!

NEle não nos perdemos e nem somos perdidos, esquecidos e no esquecimento.

Ele é a nossa perfeita e eficaz redenção e salvação!

Saber que Ele está ao mesmo tempo em um alto e sublime trono e com o contrito e abatido de ânimo é a firmeza da nossa esperança e que tem nome: JESUS CRISTO, o nome pelo qual, todo o que nEle crer pode e é efetivamente salvo, amém e amém!

Por Helvécio S. Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos