SANDI PATTY LOVE IN ANY LANGUAGE

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A CRIAÇÃO NUMA PERSPECTIVA CORRETA

Quantas e quantas vezes inimigos da Bíblia e de Deus ( por se sentirem incomodados por uma cosmovisão que descredencia em muito a sua cosmovisão particular e interesseira ) buscam descredenciar, ridicularizar e se pudessem, destruir qualquer rastro de qualquer de suas inferências?

Em defesa os crentes ( cristãos e judeus ) reclamam que os textos que constituem as Escrituras, a  Bíblia, especialmente o do Gênesis não seja um registro com pretensões científicas, pelo menos nos moldes atuais e contemporâneos.  Já meios acadêmicos dizem que as declarações bíblicas mesmo não sendo científicas interferem em muito, por contradizerem muitas das premissas científicas relacionadas as explicações acerca da origem do mundo e da vida. Ou seja, ou se aceita no todo ou em parte as declarações escriturísticas ou as científicas, já que aparentemente, pelo andar das descobertas  e teorias científicas, se contradizem. Nessa postagem entretanto, desejo considerar que os textos bíblicos objetivam bem mais que o que a ciência como tal aspira e pode explicar com o que ela supõe ter como dados e teorias. 

Inicialmente, contradizendo o senso comum e a uma leitura apressada e superficial, o texto bíblico ( particularmente o do Gênesis ) não objetiva em princípio, dar um relato do processo e muito menos do método criativo de Deus. Primeiramente revela que há um Deus e que esse ser conclusivamente maior que a sua criação, fez todas as coisas, coisas essas perceptíveis pelos sentidos e apreendidos pela inteligência, seja humana ou dos animais. Trata-se de um fato revelado, pois todas as eventuais testemunhas são pós-criação e lá não estavam no momento do próprio ato criativo. Obviamente é uma declaração a ser crida ou a relação entre o homem que a ouve é de frontal desconfiança e negação da pessoa que aparentemente o declara. A conclusão natural  é que, ou Deus não disse o que disse; ou o registro não corresponde ao que Deus disse ou não passa de simples imaginação de algum ser humano muito criativo.

Como sabê-lo?

As declarações e registros bíblicos não são excrudentes, não interrelacionais. Ao contrário se interrelacionam, uns são razão e justificativa, explicação para outros e não somente linearmente mas em paralelo, transversalmente e de alcance tal que ultrapassa milênios de história guardando as mesmas e importantes relações. Não são casuísticos e nem tão pouco caóticos escapando a qualquer razoabilidade e impossíveis de compreensão. Pode-se naturalmente não entendê-los a uma primeira vista ou vista superficial, mas fatalmente serão compreendidos mais tarde e com novos dados, e deles se tem provas tanto universais e públicas quanto pessoais e individuais. 


Essas provas não são particularizadas as chamadas ciências exatas, a biologia, mas as humanas nas suas múltiplas lucrubaçṍes. Pode-se não aceitar algo que as Escrituras tem declarado, mas sábia e justamente, pode-se quanto do possível, aguardar-se e ver-se que algo que é dito e revelado, se mostre como fato diante de nosso olhar e testemunho. Tem sido sempre assim, como um cubo impossível de ser derrubado, ainda que aparentemente seja movido e virado, se mostra eternamente de pé a cada ida e volta na investigação escriturística.

Gênesis , especialmente de 1:1 em diante, até a expulsão do Éden, não é história por história e nem ciência como lhe é exigido, mas história sucinta, ciência sucinta, filosofia sucinta e religião sucinta, como vermos a seguir. Portanto não é somente gênesis das Escrituras judaico-cristãs, mas o "princípio" ( a Gênesis ) de todas essas áreas mais ou menos definidas como tal e indo bem além do que cada uma em particular consegue ir e pretensamente alcançar.  

Temos em Gênesis:

A origem da matéria como a percebemos;

A origem da vida como a experimentamos e vivenciamos;

A origem da moral como a intuímos.

Há algum tempo desejei falar dessa maneira sobre o Gênesis, embora tenha ensaiado tocar em certos pontos, em postagens relacionadas nesse mesmo blog. Crer no Gênesis como ele nos é revelado é uma questão de coerência e de segurança para a fé e portanto para a crença no Deus Criador e em todas as demais revelações e registros escriturísticos, sem excessão.  


Se algo nas  Escrituras não corresponda  à verdade sobre Deus e seus atos, como ter certeza que algo  em particular o seja? E se o Deus das Escrituras ( Aquele que nelas é revelado historicamente ) o é de fato como revelado, como pode ter deixado escapar a Seu controle uma declaração indevida e portanto não a Ele diretamente relacionada, e por Ele dita e autenticada? Ou Ele não é o que é ou não é todo capaz mesmo sendo o que é. Trata-se de algo lógico e razoável e não são declarações antipáticas as Escrituras que poderão descredenciá-las mas elas próprias ( as Escrituras ) se descredenciam a si mesmas.

A existência é um dilema filosófico. Não se concebe o nada. O nada é inconcebível. É irrazoável segundo a mais séria investigação. Por outro lado a existência só pode ser concebida em oposição ao nada. A existência é uma novidade que se contrapõe a não existência. É verdade que mesmo hoje em pleno século XXI com a explosão, ilhada é verdade, do conhecimento, que dá a maioria dos seres humanos, meios ferramentas e brinquedos tecnológicos das mais variada matizes, que a maioria de nós nasce e morre sem gastar o mínimo de suas vidas miseráveis em todos os sentidos e de uma inteligência mediana nessas questões. Vive-se  e morre-se como animais e as vezes menos do que animais , todos os dias, sejam miseráveis, pobres, remediados ou abastados. Para que afinal saber a verdadeira razão das coisas? Vivamo-las o melhor que pudermos e aproveitemos o pouco tempo que temos para fazê-lo. Aparentemente a estupidez dá mais paz e prazer do que a anguśtiada busca pela sabedoria...

Pois bem a Bíblia nos diz em apenas um versículo que a matéria foi criada num único momento chamado princípio. Essa matéria é perceptível naquilo que vemos acima dos nossos olhos e a nossa frente: os céus e a terra. A ciência sabe ( a ciência moderna com seu assombroso conhecimento, que embora não seja total, ao contrario bem distante disso, que escapa ao imaginável pelo cidadão, ser humano comum ) que tudo o que existe diante de nosso olhos, para cima nos céus ou na terra e abaixo dela é constituído de mesma matéria, seguindo regiamente a s mesmas e imutáveis leis que ultrapassam os mais inimagináveis números e grandezas, tanto em direção ao macrocosmo por excelência como ao microcosmo. Não há limites tanto para fora como para dentro das coisas ( algo sabível e incontestável hoje, cientificamente falando ).

O Deus revelado nas Escrituras não é mítico, lendário, antropomórfico, imaginado a partir do homem e inflado de algum poder imaginado. Ele é Deus na total implicação do ser: ilimitado, inobservável, incontido, intocável, impensável... tudo o que significa a palavra "santo"... separado. Gênesis 1:1 é original mas não só isso é de fato uma declaração suficiente a uma resposta inteligente. Não é superficial e nem por insinuação mítico ou lendário. Pode-se dizer com propriedade, extremamente científico na melhor avaliação probatória.

Mas escapa a uma esperada comparação ou paralelo, descrição? Sim, pois é razoavelmente antes de tudo, sejam leis físicas, elementos, linguagens, dimensões, razões, fins, etc.  Pode ser negado naturalmente, mas quem terá algo melhor? De fato ninguém jamais teve ou terá.  Deus é a origem da matéria, de algo além de Si mesmo. Deus não é a matéria e nem a matéria parte de Si mesmo. Ela surge não espontâneamente, por si mesma, auto criada e auto formulada, mas a partir de uma vontade, um ato, de um ser e não de uma coisa, com o resultado de um acontecimento fortuito, um acidente, uma convulsão de coisas, um cataclisma ou algo que se assemelhe. A matéria se origina por um ato inteligente e determinado.

A matéria, entretanto era apenas a base, passa a existir mas não apresenta objetivos razoáveis a sua existência, não se justifica. Ela passa a ser então organizada conforme propósitos definidos. Propósitos esses que a justificam e interrelacionam suas muitas partes. Há dois elementos: trevas e abismo. Hoje sabemos que as trevas não são sinônimos exatos de não existência, veja-se o caso dos buracos negros, locais onde se há mais matéria que em outras regiões do espaço e do universo. Já o abismo, facilmente apreendido como um espaço desconhecido onde pode haver ou não coisas. De faro todo o universo se expande e se movimenta em um, a princípio infinito abismo, olhe para que direção se venha a olhar e a perscrutar.

Na terra, o Espírito de Deus se movia sobre as águas, inegavelmente a única combinação de elementos inteiramente favorável à vida  em todo o universo, embora se conheça hoje pouquíssimas exceções.H'aa seguir uma descrição cíclica entre o processo orgasicional criativo tanto na terra como no cosmos, onde coisas, elementos são dispostos segundo um minucioso e criterioso objetivo. Luminares para dia e noite, para anos, provendo energia e repouso indispensáveis à vida e seus ciclos como para o tempo de início, maturação e término de cada processo, fatos e fenômenos inegáveis pela própria ciência atual, a qual se vale cada vez mais da previsibilidade a partir do que já se conhece e do que se imagina. Essa mesma lógica nos faz "ver" partículas infinitamente minúsculas no universo do átomo ou na imensa e descomunal distância do cosmos.

Não se se muitos dos meus leitores se lembram do aprendido, principalmente  no colegial ou ensino médio no Brasil, ensinado por bons ou excelentes professores de física, química e biologia: que a vida é uma improbabilidade sob todos os aspectos. Algo vivo sendo visto é uma coisa e objeto da mais autêntica admiração mas considerando a vida a partir da matéria inanimada, é uma contradição, de fato uma total impossibilidade. Poucos se dão conta disso. Se apercebem disso. Tem consciência dessa dramática realidade. A vida é uma aberração lógica. Um monte de produtos químicos nada originais, bem abundantes e comuns, arranjados numa medida certa probalisticamente dificílima de ser alcançada num processo de ensaio e erro e muito menos provável ( para ser delicado ), de fato improvável para alcançar essa equação por si mesma, é de fato um evento impossível.

Gênesis nos revela que a vida é um ato da vontade de Deus e uma ordem ( ordem de ordenação e não só de mando, determinação ). Por Sua palavra os elementos se organizam e produzem os primeiros seres vivos, as primeiras combinações favoráveis a vida, as primeiras proteínas, aminoácidos, células, etc. O engraçado e trágico é justamente quando podemos entender e aceitar melhor essa declaração das Escrituras é justamente quando mais orgulhosamente a buscamos refutar, descredenciar, talvez na tentativa presunçosa de nos livrar definitivamente de um Ser que lógica e possessóriamente teria o direito de reger as nossas vidas segundo o seu querer e não segundo o nosso. Desejamos ser donos dos nossos narizes, vivemos como se a vida e o mundo em que vivemos fossem nossos, mesmo que não houvesse razão para ele e nós existirmos. Anseiamos sermos seres sem um passado que nos cobre algo e sem um futuro que não seja o fazemos do nosso presente.

O terceiro ponto revelado nas Escrituras é o da criação moral. Tema a ser desenvolvido em uma próxima postagem, se Ele o Senhor, me permitir.

Belo Horizonte, 31 de Agosto de 2011

Por Helvécio S. Pereira

* ACESSE AS DEMAIS POSTAGENS RELACIONADAS E OUÇA A NARRAÇÃO DE CID MOREIRA EM VÍDEO LOGO NO INICIO DA PÁGINA DO BLOG E MEDITE SINCERAMENTE ( RELENDO NA SUA BÍBLIA ) NO QUE FOI REFLETIDO NESSA POSTAGEM. DEUS O ABENÇOE. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos