SANDI PATTY LOVE IN ANY LANGUAGE

domingo, 10 de abril de 2011

ESCOLA DO RIO: TRAGÉDIAS HUMANAS...QUAL A RESPOSTA BÍBLICA?

Tem a Bíblia, como a Palavra de Deus respostas as mais inquietantes perguntas face aos mais terríveis e estranhos acontecimentos que surpreende-nos afrontadamente a cada dia? Sim a resposta que adianto a você que me lê nesse momento. Particularmente a última tragédia no Brasil, a assassinato de mais de uma dezena de crianças inocentes no bairro de Realengo no Rio de Janeiro, o que nos dizem as Escrituras?

Primeiramente as respostas dadas nas Escrituras não são, digamos, como as respostas obviamente formuladas segundo a intuição humana, significando que cultos, "especialistas" em assuntos específicos ou simples e segundo o censo comum, as respostas das Escrituras são diferentemente expostas, e para as compreendermos temos que moldar o nosso raciocínio ao pensamento de Deus. Nesse quesito teologias, sempre humanas, moldadas e formuladas de modo a serem coerentes com propósitos humanos, circunstanciais e históricos, se mostram claramente falhas e simplistas. 

Mesmo dentro do cristianismo institucional, denominacional, eclesial, há interpretações espúrias as Escrituras, como a teoria do caos, do determinismo, etc, que fora das situações de exceção, se mostram como suficientes. Há religiosos protestantes afirmando que Deus é impotente diante da tragédia, por razões arrazoadas ou por afastamento do mundo e outros afirmam quer Ele mesmo é o causador das mesmas. Os primeiros diminuem a sua divindade ( seria possível ser Deus sem sê-Lo?), os segundos o fazem o autor de todos os delitos, atrocidades e injustiças, materializados no universo e particularmente até onde conhecemos, na trágica história humana. Afinal tudo está escrito e não há escapatória ou não há segurança nem mesmo em Deus?

Para compreendermos as respostas dadas nas Escrituras, convido desconfortadamente os meus leitores a se desvencilharem de qualquer comprometimento com teologias válidas e não válidas, pois o que a Bíblia declara, declara a todos nós, sejamos de tal corrente teológica, tal denominação, tais e tais igrejas, etc. A diferença se aceitamos o que ela, a Bíblia nos diz, por causas individuais, pessoais ou eclesiais, ou se a rejeitamos peremptoriamente.

Uma criança nasceu a vinte e três anos atrás, filho de uma mãe esquizofrênica e pai desconhecido, criada por uma família que lhe deu abrigo e companhia, na escola e na sociedade por sua condição pessoal sofreu desprezo e julgamento, provavelmente injusto toda uma vida e não encontrou a verdade que o descansasse. Como ápice de tudo isso, longe de Deus, com raiva e compreensão da realidade distorcidas interna e externamente pela corrupção no mundo comete um desatino arbitrário, livre que interrompe a vida de mais de uma dezena de ainda crianças e não poucos adultos e toda uma sociedade, que com a mídia eficiente, abala o mundo, seguindo-se a esse fato, outro semelhante, em outro país na Holanda, quase nos mesmos moldes. Há resposta teológica para isso, ou melhor Bíblica para tal tragédia humana?

Há de se distinguir, entretanto a realidade de  dois tipos de tragédias: a tragédia natural e a tragédia humana. A primeira acontece pelo fato do homem estar no lugar onde não deveria, havendo poucas excessões, exemplificadas nas Escrituras. A segunda acontece pelo fato dos seres humanos na sua interação contínua terem conflitos individuais ou conflitos de grupos que reproduzem sempre posições individuais. O Tisunami no Japão possui a razão simples dos japoneses viverem em um lugar ruim geologicamente, sujeito a modificações geológicas constantes. algo que onde se assenta a nação brasileira já ocorreu a muito tempo atrás. Se nós brasileiros vivêssemos aqui a milhões de anos passaríamos pelo desconforto de termos ao nosso redor vulcões, terremotos, avalanches, maremotos, furacões, etc, etc. Logo preferencialmente os japoneses não deveriam construir a maior parte de sua nação onde estão hoje, após serem empurrados do continente por guerras e conflitos com os seus irmãos mais próximos éticamente. Mas como dizer a uma nação inteira "saiam daí... invadam e tomem terras mais seguras de outros povos..."  algo só possível num passado mais distante? Outrossim é que nunca perguntamos a Deus, por não o conhecermos na maior parte das vezes, se devemos ir e nos estabelecermos em tais e em tais lugares...parece hipotético mas é o que cada um deveríamos fazer, individualmente e como famílias. 

Há ainda o fato das interferências criminosas do homem na natureza, causando desequilíbrio no que Deus sabiamente já organizara ( lei aos salmos e o livro de Jó ). Há ainda o fato de que, se Ele ( Deus cuida das grandes coisas que dependem a sustentação da vida de todos os seres humanos, e Ele cuida ), o movimento das placas tectônicas salvem mais vidas, salvem o próprio  planeta, corrija matematicamente a rota de todo o planeta, o que sustentar seis bilhões de pessoas vivas, seu alimento, chuva, etc, seja irrelevante frente a algumas milhares de  mortes, que seriam evitadas se não tivéssemos construído tais cidades naqueles lugares sem avaliarmos ( e hoje já é possível ) os riscos prováveis.

Voltando as tragédias particulares, como suicídios, assassinatos, infanticídios, patricídios, passionais, etc. Há de compreender que, definitivamente Deus não é o causador desses males, em nenhum de seus aspectos. Milhares de cristãos no mundo afirmaram que o Tsunami no Japão foi juízo de Deus contra aquele povo, incluindo aí pastores e outros religiosos "cristãos".  Com base em que os pecados deles podem ser maiores do que os nossos, de cidades brasileiras? Afirmam alguns por que não conhecem a Deus. A Bíblia afirma categoricamente que ( palavras de Jesus Cristo ) o que não conhece receberá poucos açoites mas o que conhece a verdade muito mais.

Culturalmente, acredito que graças a presença histórica católica romana, cem por cento de brasileiros conhecem a história de Jesus em detalhes, nascimento, milagres, morte na cruz e ressureição, logo sabem de longe muito mais do que os japoneses e conseguimos ter uma lista de injustiças sociais bem maiores que as deles. Por que então seriam tão dignos desse castigo? É um erro simplório de julgamento e presunção nacionalista. Tragédias individuais são muito mais danosas que as naturais. São capazes de direcionar toda uma vida que influenciará outras tantas vidas para o mal e cujos erros cometidos por anos, inconscientemente na maioria das vezes, são poderosos para destruição de uma alma em vários níveis, abrindo brechas para atuação de demônios na vida dessas pessoas e a contaminação psíquica de milhões de vidas.

Deus conhece todas as histórias, de cada um de nós, nada Lhe é desapercebido, mas Ele não interfere impedido pelas respostas individuais produzidas por cada um de nós. O que significa isso? Deus vê todas as situações, as conhece, não tem prazer nelas, e elas não procedem dEle, e jamais Lhe subiram a coração conforme certa declaração terrível encontrada nas Escrituras acerca de uma cidade, mas não interfere, pois como justo e perfeito juiz, esses indivíduos em suas atitudes e pensamentos impediram que a sua mão operasse a favor deles. A Bíblia afirma que os olhos de Deus vêem os bons e os maus momentos, e que nada, nada absolutamente, Lhe é oculto.

Muitas vezes Deus "não pode" socorrer a próprios crentes, pois não basta ter uma vida religiosa, uma confissão aceita plásticamente como religiosa, mas sim andar com Deus, como Enoque, Elias, Eliseu  e tantos outros. Jesus não pode fazer certa vez muitos milagres em tal cidade, pois não criam nEle. A palavra "pode" de "poder" não tem a ver com potência, pois para Deus todas as coisas Lhe são possíveis, mas de possibilidade, de "não impedimento". Deus tem regras para Si mesmo, que se não satisfeita a Sua perfeita justiça, nada  será feito. Há condições para ser curado, há condições para se tornar próspero, há condições para se ter um lar feliz e abençoado, há condições para ser sábio ( o temor do Senhor é o princípio da sabedoria - muitos pastores, teólogos, blogueiros cristãos de plantão, perdem o temor do Senhor e deixam de ser sábios e se tornam loucos e não se apercebem disso e se distanciam da verdade e da comunhão com o único Senhor ).

O homem após a queda ficou a sua própria mercê, a sua sorte, tal fato dá margem a interpretações materialistas de que se Deus fez o mundo o abandonou a sua própria sorte. Não é o que a Bíblia diz. As Escrituras nos mostram que Deus sempre foi e continua sendo o único Sustentador da vida mas que após a queda parte da sobrevivência individual do homem seria sua responsabilidade e desafio como parte do castigo imposto ao pecado da desobediência e  consequente conhecimento do bem e do mal.  O mundo não é a estufa original que consistia a pequena região do Édem que deveria, ao que parece ser ampliada com o a expansão da humanidade sem pecado. é um mundo de contradições e ambiguidades, de flores e espinhos, um mundo de aflições, tão ambíguo como o próprio homem conhecedor do bem e do mal, com coisas extremamente boas e extremamente ruins.

Deus é o garantidor da não extinção do homem como espécie, mas não é o garantidor de cada  indivíduo vivendo a seu bel prazer.  Isso nos deveria levar a consciência de um grande temor a Deus. Precisamos de Deus, precisamos conhecê-Lo. Não podemos brincar de religiosos, ter a aparência de piedade, ter uma fé apenas aparente e suficiente para nos dar uma falsa sensação de que estamos bem e assim irmos tocando as nossas vidas. Me choca a atitude de alguns irmãos falsamente ( essa é a palavra mesmo ) e satisfatóriamente se sentirem seguros  ( ou acharem que estão) por serem pentecostais, neopentecostais, calvinistas, metodistas, presbiterianos, assembleianos, etc.


Amigo se você não for de Deus, não for de Jesus, não andar com Ele, o rótulo o discurso, a fala, os costumes, na hora do "vamo ver", isso não funciona...não tem o menor sentido. Não seja louco, mas sábio. Não seja presunçoso, mas verdadeiramente de Deus, fiel, apaixonado e que Ele seja o primeiro e único na sua vida. A tragédia no Rio, na Holanda, mais recentemente, ambas causadas por pessoas oprimidas pessoalmente pelo diabo, é a cosia mais provável de acontecer a pessoas que sobrevivem por sua própria conta em um mundo inóspito. É algo natural a uma humanidade longe de Deus, que produz injustiça dioturnamente uns contra os outros. Deus não é o causador dessa e de outras tragédias mas não por potência ( pois para Ele todas as coisas são possíveis ) mas por impedimento não pode interferir e salvar os que não lhe dão motivos justos para serem salvos. 

Muitas vezes confundimos graça, a graça de Deus como algo que não custe nada e que não apresente nenhuma justificação, sem razão, lógica ou censo. Não é essa a verdade Escriturística. No livro de Jó temos a dúvida ( não que Deus não soubesse e claro que Deus tudo sabe e sabia ) de que Jó só temia a Deus por ter a seu favor todas as bençãos materiais desejáveis.  Deus permitiu que Satanás tocasse todas as suas coisas menos a alma, a essa foi proibida a intervenção satânica. Satisfez-se naquela ocasião a justiça de Deus manifesta em todo o processo e provação e após o seu término com a restituição por parte de Deus de tudo que Jó tinha perdido. A benção de Deus tem uma causa, todas as bençãos específicas de Deus tem uma causa, sob esse aspecto não são gratuitas de todo. A justiça de Deus tem que ser satisfeita anteriormente.

O protestantismo em seu embate com o romanismo restaurou a verdade bíblica contra as obras mas muitos de nos temos uma compreensão  irreal dessa verdade. Somo salvos pois Jesus satisfez a justiça  perfeita de Deus. Essa é a graça consegui por nós o que não conseguiríamos mas só somo salvos por Ele se satisfizermos uma condição primordial: de  crermos nEle como Deus e Filho de Deus e confessarmos isso publicamente  diante dos demais seres humanos.  Ninguém será salvo "pulando essa parte" ou contornando-o a de alguma outra forma. Não importam a quanto os seguidores do kardecismo admirem a Jesus como espírito  etc, etc, negam-lhe a divindade  e a verdade torcendo-Lhe as afirmações sobre a vida a morte, pecado, céu e inferno, tornando-Lhe mentiroso.

Dentro do protestantismo o mesmo infelizmente ocorre, sob uma capa visível de teologia cristã, não poucos negam a Jesus o que Ele realmente é. Não tem implicações salvíficas mas o determinismo calvinista é um engodo e um erro pois confunde predestinação com eleição complicando a questão da graça profundamente.  Se Deus elegeu a mim e a outros, pra salvação eterna, já não foi pela graça, pois Ele não faz nada sem motivo e motivação justa. Mas se Ele através da vitória da cruz, estabeleceu um critério plenamente justo e único de que todo aquele que nEle ( em Jesus Cristo como Deus e Filho de Deus ) cresse fosse salvo mediante a resposta dada ao ouvir essa Boa Nova, independentemente do passado, qualidade ou falta de qualidade de vida do então perdido ( o predestinado de fato  e nem em tese, nunca foi perdido ) agora sim eu tenho uma salvação graciosamente concedida pelo mérito de outro, do único Redentor, Jesus Cristo o único nome dado nos céus e abaixo dos céus pelo qual deveríamos ser salvos.

Sobre a tragédia no Rio, na Escola do Realengo, concluindo: é o resultado de todas as injustiças que potencialmente produzimos todos os dias a todas as pessoas. Trata-se do nosso pecado povo, como nação, pecado da nossa cultura que despreza e desconhece a Deus em todas as situações. Infelizmente não é a primeira, não será  a última  e como toda tragédia, injustificável embora as vezes explicável. A nossa sobrevivência nesse mudo só tem uma esperança: acheguemos  a Deus, não de coração fingido e dúbio, mas inteiro. Temos uma grande chance e uma grande oportunidade nos achegarmos a verdade em temor e tremor, ensinarmos isso a nossos filhos e filhas  para que conheçam e andem com Deus plena e irredutivelmente e que se eles se colocarem diante de Deus e Deus tiver um propósito para as  suas vidas, nenhuma tragédia natural ou humana os deterá até que tenham cumprido toda a vontade do Senhor, pois não há poder o quem o confronte em sua soberana vontade. Isso sim é eleição e alguns foram predestinados a realização de algo nesse mundo e a esses nada, ninguém , nenhuma circunstância poderá lhes ser impedimento. Bem isso é um assunto fascinante dentro da Bíblia que pretendo com vagar e temor  discorrer em outra ocasião. 

Ainda finalmente, a oração pode mudar todas as circunstâncias, daí o fato da Bíblia e o próprio Senhor nos exortarem a vigiarmos e orarmos sem cessar. Não há determinismo pois o filho de Deus em oração pode mudar o destino de pessoas, de cidades e de nações. O nosso problema é quem deixa os cuidados da vida e se dispõe a estar tão próximo do Senhor dessa maneira, tão sintonizado com a Sua vontade compreendendo a luz de Sua revelação os acontecimentos do mundo real?

Por Helvécio S. Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos