SANDI PATTY LOVE IN ANY LANGUAGE

quarta-feira, 4 de maio de 2011

A LEI E A GRAÇA PARTE 2: A GRAÇA NA VIDA E PRÁTICA CRISTÃS


A RESPOSTA À GRAÇA NA VIDA CRISTÃ

Os reformadores protestantes desenterraram e trouxeram à luz novamente a revelação escriturística da Salvação unicamente pela Graça, perdida na institucionalização da igreja, da qual o catolicismo romano se tornou o maior poder e maior influenciador, sendo a única referência durante séculos a cosmovisão mundial. Dentre os movimentos Reformadores, os calvinistas, radicalizando a Graça pela teologia da predestinação, confirmaram a salvação a parte das obras ou de qualquer outro elemento, seja sacramentos, mediação humana ou eclesiástica, ao lado de outros movimentos protestantes e outros posteriores, algo conservado até aos dias de hoje de modo quase total, com poucas reservas. Porém os calvinistas, cuja fama de sovinas e pão duros, mesmo julgando-se seguros na eleição, não se mostraram de modo algum preguiçosos ou alheios a ações transformadoras e influenciadoras do mundo, mesmo crendo que os que não aderiam a sua fé, estariam por isso mesmo irremediavelmente perdidos. 

Acumularam não poucas riquezas, poder, conhecimento e a contra gosto dos ateus e antirreligiosos europeus ou não, tiveram marcante e decisiva influência no desenvolvimento do capitalismo. Embora criticada, essa ética protestante retorna e influencia sociedades de terceiro mundo com a chamada teologia da prosperidade, que nada mais é que a pregação de que o trabalho e a dedicação a ele, sob a direção de Deus, são recompensados pelo próprio Deus imediata e decisivamente e que juntamente com as bençãos espirituais dá, aos que creem e o amam bençãos claramente materiais. Desse modo a graça uma vez crida e recebida se manifesta em todas as áreas da vida sejam espirituais ou materiais, não havendo nem uma linha divisória entre uma e outra. Para alguns essa graça se reflete em uma vida ativa e produtiva, em outros casos em presunção de santidade desprezando os demais cristãos e principalmente os não cristãos, criando uma falsa sensação de superioridade às demais pessoas, uma espécie de autossuficiência.

Graça também abrange todas a gama de favores auto reconhecidos humanamente como o poder político dos reis absolutistas, da monarquia, econômico dos grandes capitalistas, do conhecimento e revelação religiosa,etc. De certa forma todo favorecimento inexplicável passa a ser entendido como objeto de graça divina. Há, entretanto, uma outra compreensão de graça expressa como algo que se possa buscar de Deus, pela intenção, pela oração, ou pelas sensibilização divina chamando a atenção de Deus para uma situação particular e absolutamente individual. Nas prática, sempre que em situações públicas, sejam por parte de governantes, gerentes, diretores, supervisores, palestrantes, ainda que em situações seculares, comumente se fazem orações como o ”Pai Nosso” temos inconsciente um apelo a graça divina presente no ideário coletivo, de uma oração feita sem oportunidade a uma resposta pessoal por parte de Deus. Fala-se a Ele mas não se p4nsa em sua resposta, é como se a própria oração e o reconhecimento de Sua existência trouxesse automaticamente um favorecimento nessa ou naquela questão, graciosa e imperceptivelmente.

Quase nunca paramos para nos debruçarmos criticamente nessas questões, mas como espero estar sendo percebido, são absolutamente relevantes na nossa prática diária. Todo cristão, seja católico, ortodoxo, reformado, pentecostal, neo pentecostal, têm absoluta consciência da graça de Deus em certa medida em sua própria vida e no mundo. A própria vida e tudo o que a ela se relaciona é unânimamente aceita como resultado único da Graça de Deus. Entretanto a diferença se estabelece quando alinhadas certos elementos como a Salvação, uma vida cristã com elementos sobrenaturais e bençãos especificas como curas e prosperidade, como alinhadas no Salmo primeiro.

Sobre esses últimos aspectos a consciência de que ainda que dados graciosamente, se não merecidos, devam ser buscados, algo referendado por palavras do próprio Senhor Jesus e por suas palavras somos instados, admoestados, exortados a buscarmos, a insistirmos nessa busca individualmente diante de Deus. Dessa forma e sob esse aspecto, Graça é tanto aquilo que se recebe de Deus sem nossa ação intencional como o que pode ser obtido e recebido por uma ação absolutamente intencional e direcionada a questões específicas.

As implicações e repercussões não são de modo algum poucas e desprezáveis, considerando-se ( como é o objetivo de nossa reflexão ) a nossa prática cristã resultado, muitas vezes, inconsciente de uma reflexão ou conhecimento teológico organizado. Vejamos pois em um âmbito absolutamente mais prático temos os evangélicos tradicionais ou históricos e católicos romanos ( não em termos d comparação de qualidade de fé cristã mas de mecanismo ) que creem que quando o cristão crê automaticamente e imperceptivelmente ( isso é importante, sinais e evidências visíveis ) é dado ao cristão, via sacramento, profissão de fé, etc, o Espírito Santo vivendo dentro dele. Claro alguém pode asseverar muito apropriadamente que por se tratar de fé seja algo invisível e absolutamente sem manifestação sensível aos outros, a nós os que os vemos como vemos a todas as demais pessoas. Logo essa dádiva graciosa ( Graça ) é, nos dois casos, automática e independe em maior monta de algo que esse cristão faça para recebê-la. Continua a ser graça mas com essa elementaridade.

Outro grupo de crentes e cristãos, neles incluídos os católicos romanos simpáticos a certa posição protestante mais nova, creem semelhantemente aos cristãos renovados, pentecostais e neo pentecostais no sentido de crerem que embora reconhecidos como resultado da graça de Deus, outras experiências de nível mais elevado e posteriores ao recebimento da salvação, são somente obtidos pela busca, pelo desejo e pelo pedido individual do crente, ainda que esse pedido se torne mais efetivo quando aparentemente esses crentes se reúnem para esse fim. Nesse caso específico trata-se da experiência da segunda benção, reconhecida como o Batismo no Espirito Santo e o recebimento dos chamados Dons Espirituais, entre eles o da Glossolalia ou dom de línguas estranhas, de curas, etc.

Resistida pelo menos a dez décadas no Brasil pelos reformados, históricos e tradicionais mas recebidos e cridos como verdade bíblica revelada ou parte desses mesmos crentes e igrejas, dando origem em décadas em variantes dessas mesmas igrejas ( batistas, presbiterianas, metodistas, adventistas ) e dando origem a outras como Assembleias de Deus e todos os ramos pentec0stais e neo pentecostais oriundas desse mesmo tronco, todos esses crentes recone4hcem como Graça, toda a dádiva posterior a conversão, com fim de sinalizar ao mundo, aos próprios crentes e ao mundo da realidade da rica e inconfundível experiência cristã genuína.

Mesmos esses grupos, conscientes da Graça tanto para salvação como para o poder do crente se projetar nesse mundo como filho de Deus e portanto distinto das demais pessoas do mundo por uma indubitável manifestação do sobrenatural e portanto do divino, tendem mais ou menos a demarcar a sua identidade e até inconscientemente justificar a sua experiência baseados em comportamentos visíveis e construídos em suas denominações e igrejas. Comportamentos visíveis, maneirismos são forçosamente estabelecidos, indo desde o corte de cabelo para os homens, o não uso de barba ou até bigodes ( mais raramente ) e certa dose de exigência comportamental relacionados a vestimenta, cabelos, maquilagem, para as mulheres. Esse comportamento e a construção desses valores podem ser compreendidos como certo legalismo ou construção institucional de um novo legalismo, as vezes oficial, institucional ou como resultado de um inconsciente coletivo.

Como afirmado anteriormente, na postagem anterior e introdutória, o pêndulo oscila entre a chamada Graça e a Lei. Ora nos referimos ou últimos um certo aspecto legal ( que se transveste até em posições e compreensões teológicas ), ora nos refugiamos na graça que nos dá todas as coisas automática e assintomaticamente. A Graça irrestrita e confortável se manifesta na crença de ”uma vez salvo, salvo para sempre” que pode se refugiar teologicamente na crença nas várias formas de predestinação para a salvação até a crença de que o amor de Deus compreende de forma tão abrangente e compreensiva que acolherá para si qualquer que tenha a vida vivida pelo ser humano na terra, desde que tenha alguma vez de algum modo se simpatizado com a instituição religiosa, no caso a igreja, mais notadamente no catolicismo romano, na igreja anglicana e no calvinismo histórico, particularmente dos EUA e europeu. Em certos grupos como dos adventistas do 7º dia, a abolição do inferno e da eternidade de tormento dos ímpios. Concluindo essa parte, podemos dizer que uma consciência do que seja a Graça e Lei de Deus ainda que compreendida e explicitada de diversas formas, é algo perceptível às pessoas e principalmente aos cristãos em geral tendo marcante consequência tanto na organização mental de sua fé, quanto no pragmatismo diário.

Por Helvécio S. Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos