COME TO ME

domingo, 11 de setembro de 2011

O PENSAMENTO, O FRUTO, E AS OBRAS

Há de fato, ainda que inconscientemente ignorado, um problema de compreensão relacionados aos três elementos apontados no título dessa reflexão. Começando pelo último deles, houve de fato uma importante conceituação e retirada das obras do errôneo lugar e da importância dada a elas no cenário da salvação humana. Ou seja: a salvação unicamente pela fé, intermediada e levada a cabo unicamente pelo Salvador Jesus Cristo é de uma importância sem igual, fato que promoveu a maior mudança no cristianismo recente ( embora date esse fato espiritual-histórico de mais de cinco séculos ).

Desse modo, amplo leque de cristãos e crentes entendem que a salvação se dá aparte das obras e portanto unicamente pela graça de Deus, sem nenhuma relação explícita ou implícita com as obras produzidas por quem quer que seja. Crer em Jesus Cristo como Deus e Filho de Deus é o suficiente para garantia da salvação, algo revelado, referendado pelas Escrituras, ou seja, reflete o que a Bíblia declara enfaticamente não poucas vezes.

O pensamento cristão consiste na toda reflexão acerca do cristianismo, da relação homem-Deus, da cosmovisão humana reconstruída e corrigida com base na compreensão ena experiência do crente enquanto ser humano frente a todos os desafios e experiências vividas nesse mundo. Normalmente encontrado nos muitos livros, canções, hinos, tratados, ideologias, filosofias, teologias oficiais e leigas, nas tradições, na arquitetura, na liturgia, nos costumes e em tudo mais que possa ser encontrado uma referência atitudinal ou religiosa de um cristão.

Enquanto a salvação, e claro a graça de Deus, seja algo tido como uma experiência pessoal e interna, o pensamento cristão é resultado de um recorrente exercício intelectual e mental que pode se debruçar sobre a própria experiência vivenciada, explicando-a ( aos outros e sobretudo a si mesmo ). Guardadas as devidas proporções pode modificar, negando ou valorizando certos aspectos da experiência vivenciada factualmente. Em outras palavras pode torná-la ( como compreensão e resultados ) melhor ou pior do que realmente foi. Isso significa na prática que refletida em livros cristãos ( ficcionais, romances, testemunhais, históricos e teológicos ) encontrada na prática e posicionamentos denominacionais e congregacionais ( da igreja local ), no modo de vida e nas interrelações humanas entre a própria membresia da igreja, pode traduzir a mais legítima forma de vida cristã ou algo deteriorado com o tempo. Dito de outro modo, após a conversão o crente tem diante de si o desafio de, na relação com os seus pares, se tornar melhor ou pior no decorrer da vida e da experiência cristã, isso baseado nas relações e experiências religiosas denomiancionais e da sua igreja local.

Dai podemos acertada e seguramente concluir que tanto o pensamento cristão e as obras não são manifestações tão espontâneas mas circunstanciais. Embora produzidos individualmente pode o pensamento cristão não afetar outras pessoas a não ser que seja registrado e difundido, e receba por parte de outros cristãos um assentimento e concordância,  e seja inclusive aceito como uma "certa verdade" a ser seguida. Trata-se de um fenômeno legítimo em toda a história do cristianismo. Li hoje mesmo em um blog de um querido irmão em Cristo ( O Kálamos ), um excelente comentário acerca das "Confissões de Santo Agostinho". Tais registros de Santo Agostinho, de São Tomas de Aquino, de João Calvino, de Arminius, de João e Carlos Wesley e de tantos inumeráveis cristãos de todas as épocas, abordando diferentes e até coincidentes pontos, refletem o pensamento cristão. Para bem ou para o mal, tecnicamente os fundadores de igrejas paraprotestantes ( igrejas que divergem em maior grau da chamada ortodoxia cristã mais importante como as Testemunhas de Jeová, Mórmons, Adventistas e tantos outros ) vistos de fora ( pelos não cristãos, refletem em certo grau os ideais e cosmovisão cristãs.

Isso explicaria a grande divergência acerca de comportamentos e leituras da realidade e em menor grau, embora ainda assim importantes, acerca das questões primordiais. Por exemplo: todos os cristãos, em tese, não negam a criação do mundo e do homem por parte de um único e eterno Deus, embora divirjam sobre questões importantes secundárias como a Trindade, por exemplo, ou sobre, também em menos casos sobre a divindade-humanidade de Cristo, sobre a existência do inferno, de como seja o céu, se há uma alma eterna ou não, se a alma é pré-existente ou não, se alma e espírito são a mesma coisa ou elementos concretamente diferentes, só para citar no momento. Essas inferências não deveriam afetar a salvação mas se supervalorizadas podem comprometer ao que de fato é mais importante para a salvação do indivíduo, na medida que se afastam e complometem ao que primordial nas Escrituras, como por exemplo, alguém que cria sinceramente em Cristo como Deus e Filho de Deus ( algo claramente revelado nas Escrituras ) a titulo de maior compreensão e explicitação, passa a detalhar tanto essa verdade que se desvia dela e passa a negá-la. 

Um dos casos públicos é a posição das Testemunhas de Jeová, que por simples oposição ao catolicismo romano e à compreensão ( que não é proprietária e particular da igreja católica romana mas escriturística ) da Trindade, passa na tentativa de explicação mais válida, afirmar que o diabo é Filho de Deus e que Jesus Cristo é um anjo, criado e um "deus " com "d" minúsculo. Mas há inúmeros outros de menor impacto na genuína fé cristã como a posição esposada por João Calvino e na predestinação compreendida como tal na ótica calvinista. A dupla eleição não afeta a fé do crente. Um calvinista renascido é tão ou mais crente que outro crente ( seja pentecostal, neopentecostal, etc. ) mesmo porque não é exatamente na diferença de posição que consiste a virtude da fé e genuína vida cristã. O problema, e é apenas uma opinião minha ( mas também não solitária, muitos outros crentes chegam a essa constatação ) é que afeta o evangelismo e muda o foco na pregação do evangelho. Ninguém é melhor crente por ser simpático do pentecostalaismo  por exemplo, ou do neopentecostalismo, valendo o que afirmei acerca do calvinismo e dos calvinistas. Logo a fonte de divergência no critianismo reside no pensamento cristão como exposto acima. Não é algo ilegítimo e nem antinatural, e até para isso a eterna Palavra de Deus tráz respostas, pelas quais o crente onde esteja, possa se relacionar da forma mais justa, que não redunde em tropeço e escândalo a seus irmãos na fé. 

Deixei de lado as considerações acerca dos frutos para agora por uma razão simples: ao contrário do pensamento cristão e das obras o fruto não depende do esforço pessoal do crente. Eles ( os frutos ) estarão lá, se manfestarão na vida do crente, ou não. A Bíblia diz claramente em muitas ocasiões ( e parto do pressuposto que você leia a sua Bíblia e esteja bastante familiarizado com seus textos por isso não relacionarei por ora os versos nos quais baseio essa opinião  ) para pensarmos nas coisas do alto, para que tudo o que bom e louvável ocupe os nossos pensamentos e que se na constatação de falta de sabedoria, a peçamos a Deus, etc. Sobre o que deve ser feito ou não, a Bíblia novamente é clara e insinsiva, como igreja, como discípulos e como pessoas individualmente. Entrtanto em relação aos frutos nos é dito que devemos simplesmente estarmos ligados a Ele , Jesus Cristo. Sem essa ligação pessoal e íntima, embora mantenhamos a produção e a reflexão do pensamento cristão  ( embora legítimo e útil quando esse pensamenteo reflete o que é nos revelado nas Escrituras e fiel a elas, a Bíblia Sagrada ) ou façamos coisas legítimas tidas como obras de um autêntico cristão e portanto crente ( como ir a igreja,  vestir-se, falar e estar em círculos cristãos ) os frutos genuínos de um crente não aparecerão na vida do crente. Portanto o fruto é consequência de uma factual, comunhão como Senhor. Quando ligados ao Senhor os frutos aparecem, surgem, quando distantes dEle, os frutos não se mostram presentes.

Eu posso ser educado e me esforçar para ser justo com as pessoas, refletindo em boa medida tanto o pensamento cristão ao qual eu me simpatizo, ao meu ideal e filosofia de vida, mas em uma situação mais contundente, reagirei como todos os demais seres humanos, sejam crentes ou não. O nível de amor, de perdão, de compreensão, de confiança, de superação, de justiça, serão no máximo do mesmo nível, e até inferior,  ao de qualquer outro ser humanos incluindo, não cristãos e porque não, ateus. Esse é o dilema que um cristão eventualmente enfrenta: o que crê é a verdade e razoavelmente muito superior a qualquer outra mensagem religiosa, mas na maioria das vezes, se for justa a comparação, esse mesmo cristão  ( ou crente ) não está acima de uma outra pessoa qualquer, comum, sem fé alguma as vezes, o que  aparentetemente descredencia a sua mensagem e testemunho ao mundo.

Não somos melhores do que as demais pessoas ( pelo menos nem sempre, nem na maioria das vezes ) e o que parece uma desculpa para não crerem na Palavra de Deus, consiste na mais clara realidade: somos pecadores, tão imperfeitos quanto os não crentes, não cristãos, quanto os que nem sequer acreditam que haja por possibildade real um Deus criador de todas as coisas e que se relacione, busque o homem na sua pequenês. Do mundo fomos sacados, tirados, pela fé no que ouvimos pela pregação da Palavra de Deus. Essa experiência nos diferenciou a princípio. E ela que nos distingue dos demais seres humanos. Experiência gratuitamente proclamada e aberta a todos, sejam grandes, pequenos, ricos ou pobres, cultos ou incultos, famosos ou anônimos, amados ou odiados, religiosos ou não religiosos, enfim a todos os seres humanos, independentemente de lugar, etinia ou condição social e temporal conforme João 3:16.

Acertamos e erramos em muitas áreas como todos os demais: no lar no trabalho, nos negócios, com filhos, cônjuge, colegas, com desconhecidos, necessitados, amigos, inimigos, etc. Embora desejável o Evangelho é verdadeiro e a verdade por si só, portanto independe até de nossa coerência e testemunho. Ninguém terá desculpa diante de Deus no dia do juízo, de não ter crido em Cristo, e dessa forma ser mais um salvo por causa do desempenho abaixo da média desejável, de nenhum cristão ou crente. Nos esforçamos sinceramente ( muitos  de nós ) e as vezes somos relápsos, simples, não nos damos conta de como as nossas atitudes afetam péssimamente a outros e a nosso testemunho. Nos julgamos e nos condenamos mutualmente e isso soa estranho a nós mesmos e muito mais aos que não são da mesma fé. Divergimos em estratégias e prioridades mas só acertamos quando em momentos de comunhão íntima com o Senhor produzimos os mesmos frutos.

Deus certamente tem em mente que possamos fazer a Sua obra, particularmente Jesus tinha ( e tem ) em mente, que faríamos obras iguais e maiores que as feita por Ele. Da mesma forma os frutos são desejados por Deus, e que sejam abudantes e efetivos em cada uma de nossas vidas, e que esse fato seja algo tão visível como uma cidade edificada sobre um monte. 

O segredo? Escolhermos a melhor parte e colocarmos os elementos na ordem certa:

FRUTOS, PENSAMENTOS E OBRAS finalmente.

Normalmente priorizamos as obras ou os pensamentos.Quantos se apressam ( e eu me incluo e me penitencio ) em fazer coisas ou em dizer coisas ainda que momentaneamente aparte do Senhor ( não quero dizer desviado, mas naquele momento, deveria se ver próximo ou não do Senhor ). Alguém pode achar ser esse exemplo simplório e até improvável para alguns crentes, mas eu considero real e objetivo: diante de um doente  terminal, não basta o ato de orar e um pensamento baseado em inúmeros bons livros cristãos, ou posição teológica, mas no nível de intimidade, de ligação com o próprio Senhor - "se estiverdes em mim e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis o que quiserdes e vos será feito..."

O segredo da vida de Abraão foi o nível de intimidade com Deus, igualmente a vida de Pedro e de Paulo, cuja sombra curava as pessoas. Que essa breve refexão possa ajudar-nos a colocarmos as coisas prioritariamente nos seus devidos  lugares na  nossa experiência cristã, para que possamos dar muito fruto e e o nosso fruto permaneça. Amém.

Por Helvécio S. Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos