COME TO ME

domingo, 7 de março de 2010

O PECADO CONTRA A AUTORIDADE ( PARTE 3 )









O PECADO CONTRA A AUTORIDADE ( PARTE 3 )

Primeiramente gostaria de lembrar que o pecado contra a autoridade, objeto de nossa reflexão, difere do pecado  contra a santidade de Deus. Satanás cometeu o pecado conta  a autoridade divina, pecado que podemos cometer em não reconhecê-la como fato ou nos rebelarmos contra ela ainda que incoscientemente nos colocando em oposição efetiva a sua obra no mundo. Se não a acato a confronto e peco contra essa autoridade, mais especificamente no que concerne a obra realizada pela Sua Igreja.


Essa é aterceira postagem e que será abordado finalmente o assunto a que se propunha refletir. As duas primeiras postagens com o mesmo título tinha como objetivo mostrar o fenômeno que consiste em qualquer área da atividade humana de se outorgar títulos que espelhem uma função e uma autoridade dentro de uma estrutura herárquica. Isso é tanto verdade na esfera secular, como em qualuer religião incluindoclaro as não autoproclamadas cristãs e especialmetne na igreja evangélica seja tradicional, reformada, pentecostal ou neopentecostal. Títulos, nomes que nos dizem em que lugar hierarquicamente os indivíduos estão localizados e o pael que exercem. Não há nada de errado e ilegítimo nisso sendo, inclusive reconhecido legalmente pelas leis vigentes no país. O problema é quando tudo isso não reflete a autoridade emanada de Deus, quando título normalmente ponpouso ( nada como servo fulano de Tal ) indiretamente sugere mais do que se pode constatar no nível prático. Outra questão quando devemos, em nome dessa referência nominal, acatarmos a liderança e as idéias de A ou B e quando devemos em nome da verdadeira vntade de deus nos rebelarmoe e nos apormos a ação e as idéias de A, B ou C ? Nos isolarmos e , agora graças a web e as novas tecnologias de informação e comunicação nos colocarmos na geral e atirarmos lama para todo o lado indiscriminadamente?

Vale lembrar que nem sempre saberemos de cara e tão facilmente dos desígnos de Deus com relação ao ministério de alguém. Somos instados a não nos colocarmos como juizes por duas razões básicas: não temos todas as informações, ou elas são de terceiros ou não conhecemos de fato as experiências pessoais de cada pessoa cm Deus. é para nós muito fácil e até prazeiroso destruirmos ou vermos finalizado algo que não conordamos ou até mesmo acimilamos. 

Não tão poucas vezes na Bíblia grandes servos de Deus ficaram numa sinuca semelhante. As Escrituras como Palavra inerrante de Deus nos insta não só a não acatarmos e apludirmos  qualquer iniciativa apressadamente como a sermos prudente e justos e não por usurpação tomarmos as dianteira e a prerrogativa somente de Deus de julgar o fulano ou sicrano e a seu tempo, tempo de Deus parar-lhe a tragetória. Ainda só de passagem: 

Abraão deixou Ló escolher a direção que deveria seguir com suas posses, servos e família para evitar as contendas que haviam entre os servos de um e de outro;

Novamente, no livro de atos dos apóstolos no capítulo primeiro, Pedro, o apóstolo, após um discurso eloquente e pertinente, consulta as Escrituras. Após uma oração uma decisão é tomada junto a mais de cento e vinte pessoas e escolhem  democraticamente dois substitutos para Judas Iscariotes, José e Matias. Novamente oram e sorteiam o nome de um deles. A eleição recai então sobre Matias.

Nos dois episódios ( não são os únicos na Bíblia citei-os por serem os que mais rapidamente  lembrei no momento ) a solução final vem de Deus. No primeiro sabemos que Ló não fez uma boa escolha e que Abraão ao deixar Ló escolher primeiro ficou ele, abraaõ deir justametne para o lugar errado se Ló escolhesse a  outra direção, do ponto de vista humano um lugar com menos possiblidades. Exatamente esse lugar foi o que Deus momentos depois dá a Abraão como promessa e herança a seus decendentes

No segundo episódio Deus não lhes disse que não seria nem José, o Justo nem Matias. Providencialmente tempos depois o próprio Senhor Jesus confronta o ainda então Saulo no caminho de Damasco, tornando-o o verdadeiro substituto do lugar apóstólico de Judas, transformando-o em Paulo aquele que seria o mais profícuo evangelista e missionário da Igreja primitiva. Com tantas lições, hoje , tendo a Bíblia inteira nos apressamos transloucadamente em julgar e a tomarmos por antecipação e presunção, o lugar do Senhor como único e capaz Senhor da Igreja.

Aliás nunca vi em trinta e cinco anos de evangelho, nenhum pregador que se colocasse como árbitro na igreja evangélica que não caisse do cavalo. Não que estivesse dizendo coisas erradas à igreja, não que suas exortações fossem muitas vezes reflexos da verdade. É que ao passar o tempo, talvez a humildade foi extinta e esquecida, e ele mesmo tenha se tornado um único padrão de retidão e autojustiça, e o pecado quase sempre os fez cair naquilo que mais apontavam nos outros. Daí talvez uma importante lição: ao pregador  convém apontar para Cristo e levar pessoas a Cristo sempre em um ação positiva. Se Cristo e o Espírito não fossem capazes de cuidar da Sua Igreja não seríamos nós com a nossa capacidade de julgamento e  conhecimento limitados que o faríamos.

Para quem não sabe ou nunca tenha pensado nisso, nem todos os escritos dos apóstolos foram preservados sob a provação de Deus para que fizessem parte das escrituras. Muitas das cartas de Paulo, por exemplo, se perderam irremediavelmente, talvez porque, parte delas continham opiniões mais humanas de Paulo, do que revelações dadas por Deus. Se O Senhor como dono  da sua Igreja e inspirador da Sua Escritura pôde permitir que apenas parte importante e inerrante dos escritos de seu servo fosse preservada, não poderá cuidar Ele, de todos os demais detalhes que nos afrigem e com relação aos quais nos debatemos e praguejamos contra nossos próprios irmãos de fé? Não somos obrigados a aceitar e acatar tudo, mas como o sábio Gamaliel, "se for de Deus essa obra prosperará, se não definhará".

A autoridade delegada por Deus é pessoalmente transferida a alguém para a realização da Sua obra. Não se engane, o reverendo fulano de Tal com tantos títulos, crente e salvo, não tem autoridade para orar por uma gripe, um resfriado e não tem mesmo. O que será então? o tal não é crente, não é salvo, não tem fé? é crente, é salvo e tem fé no Senhor Jesus, o que esse tal reverendo Fulano deTal  não tem é autoriade de Deus para expelir doenças simplesmente porque a sua denominação, o seu ministério, o seu  conselho de pastores, a sua confissão de fé, a sua teologia, seja quem for que pague o seu salário não lhe podem coferir essa e nehuma autoridade. Pastores tradicionais, reformados, calvinistas eu os respeito como crentes, como pessoas que amam a Palavra de Deus e amam a Deus, mas vocês não tem nenhum poder para fazer nada em nome do Senhor porque não buscaram e não receberam do próprio Senhor nenhuma autoridade para fazer coisas concernentes a Sua obra, obra do Senhor. Endemoniados não vão as suas igrejas. Não vão para dar show pois os  demônios que habitam essas pessoas  nem dão ao trabalho de sentir-se afrigidos durante as reuniões de suas igrejas. Eles esperam as pessoas assistirem a reunião e permanecem nelas bem sossegados. Os doentes confiam nos seus caros e falhos planos de saúde quando o tem e aguardam resignados a entrada no céu como as irmãs de Lázaro. Vocês não se dedicam inteiramente a obra de Deus, pois a vida de vocês  é dividida com  secular parcimônia entre o divino e terrestre.

Certa vez um demônio no livro de atos declarou,"eu sei quem é Paulo mas você quem é? " Imagine um ministro do evangelho que os demônios não o conheçam e nem temam? O título escrito com letras bonitas no seudiploma de faculdade teológica nada significa para o reino das trevas. é tão inóquo quanto o título magestoso de papa. Estou falando de autoridade espiritual. A mesma autoridade espiritual que aquele centurião reconheceu em Jesus, pois guardadas as devidas proporções, ele a tinha humanamente, perante os seus subordinados. Disse ele a Jesus:" pois se mando, se ordeno um  a fazer algo, ele o faz, manda, ordena apenas, e o meu servo será curado" - apenas parafraseando o texto do evangelho. Jesus afirmara na ocasião,e  o seu elogio ecoa por dois  mil anos:" Nem mesmo em Israel encontrei uma fé como essa."

Autoridade espiritual é delegada por Deus únicamente. Muitos podem nem gostar da forma como coloco essa questão de autoridade espiritual. Podem estar bem bravos a essa altura de nossa reflexão.  Podem estar imaginando que não dou a mínima para a formação acadêmica e que possa ser um daqueles que procuram quem inventou a escola para bater um pouco nele. Mas não é o caso. Nem meu nem de minha família. Muito pelo contrário. Não estou também falando isso baseado em um livrinho de fulano ou de beltrano. Alguns estão tão acostumados a basearem a sua experiência cristã em autores tais e tais, defuntos ou vivos, que a Bíblia se torna apenas um objeto de citação e não a única e suficiente referência.

Baseio-me em duas coisas: a Bíblia a qual creio inteiramente sufuciente para me ensinar e revelar o que preciso e dou conta ( há coisas que nem seria bom saber, eu talvez me enrroscasse todo se as soubesse repentinamente ) e nas experiências pessoais que nós todos temos em nossas próprias vidas, que se somente coerentes com a revelação Bíblica são válidas. Em outra oportunidade falarei sobre isso. Mas não foram poucas as vezes que Deus deu autoridade a pessoas que me abençoaram com autoridade de quem intervém em favor de outro em alguma situação, e cujas características, do ponto de vista humano, não as recomendava como tais.

Mas como estavam revestidas da autoridade de Deus naquele momento tudo se cumpriu no devido tempo, coisas decisivas em minhavida e na vida de minha família. Não estou teorizando simplesmente. Oxalá, reverendos, seminarristas, pastores que pude ler suas reflexões na web nos últimos três meses principalmente tivessem essa consciência e entendessem finalmente o que estou falando. Não sei tanto e isso é verdade, nem tenho e nem aspiro, uma palavra, uma título quedefina quem sou o o meu lugar na Igreja do Senhor, mas na idade que tenho, por tudo que passei, onde as coisas chegaram a aocntecer na minhavida e dos meus se não tivesse parendido absolutamente nada, seria isso sim, um desastre.

A autoridade outorgada por Deus é para a realização nesse mundo da sua vontade e plano. Não é para a satisfação pessoal e quem a torna a seu favor exclusivamente, perde-a como Saul, o primeiro rei de Israel ou é adiada comonocaso de Davi que não pode construir o templo do Senhor, ficando essa parte do plano de do Senhor destinada a Salomão um de seus muitos filhos. Hoje muitos irmãos reformados, tradicionais, pentecostais meia-quina ou meio-tijolo (???), gastam energia em combater os pentecostais e neopentecostais naquilo que julga desatinado  e escandaloso. Querem dessa forma colaborar para a purificação da Igreja de Jesus, algo aparentemente legítimo.

Gostaria de dizer-lhes que a luta e a guerra não é  exatamente por aí. Trata-se apenas de questão de autoridade. Quem a tem pode fazer algo, na verdade obrais iguais ou maiores que as realizadas, feitas pelo próprio Senhor, todas em nome do Senhor, quem não a tem se mexe aparentemente em vão e sem saber onde vai dar. Os critérios não são humanos e nem culturais. O avivamento só vem por intermédio daqueles que buscarem ao Senhor e se desvencilharem de toda amarra que os impede e receberem a devida autoridade para fazerem a verdadeira obra de Deus nesse mundo. 

Não devo combater gratuitamente o outro que muitas vezes nem conheço pessoalmente. Trata-se de uma guerra onde os soldados não tem motivos pessoais uns contra os outros mas são inimigos impostos pelas circunstâncias da guerra ou pelo efeito manada. Que há contradições no seio da  igreja visível as há de fato. Sempre houve e sempre haverá. Não convém julgar e juntar-se ao corodos inúteis. Toda divisão é aplaudida por Satanás que gostaria, ele mesmo, de ser o autor de muitos textos, e assim denunciar as contradições mesmo nas coisas divinas em que a participação humana é capaz de perverter tudo.

Vamos direto ao ponto. Muitos abominam para não dizer coisa pior, de igrejas como "Deus é amor" , "Sara a Nossa Terra", "Quadrangular", "Universal do Reino de Deus", "Igreja Inernacional da Graça de Deus", "Igreja Mundial doPoder de Deus" ( a bola da vez  ), a própria "Renascer em Cristo"  e tantas outras que nem dá par citar aqui. A sua igreja , o seu ministerio, daria conta de cuidar de todas as pessoas que tomaram conhecimento do Deus Bíblico e da pessoa do Senhor Jesus vivo e ressurreto?  Por que a sua igreja e o seu ministério certinho não tiveram a visão para chegar a essas pessoas primeiro, proporcionado-lhes uma transformação no coração e na vida?  Esses irmãos tem vários defeitos e várias observações podem ser feitas sobre as suas pessoas em particular, mas alguns ( não todos obviamente ) de vocês pastores tradicionais, reformados, dedicam o mesmo número de horas semanais ao ministério, lidam com as pessoas menos classificadas socialmente diariamente? Vão a prostíbulos, hospitais, ou deixam a sua igreja aberta o dia inteiro prontos a orar por qualquer um que lá apareça, normalmente um desprezível e desgraçado a margem da sociedade?  O seu corpanzil é de quem jejua alguma vez na vida ou nunca? Você é dos tais que acham que monte é uma deturpação de uma fé Bíblica e que vigìlia  na igreja com ventilador ligado e cafezinho com biscoitos e torrada, as vezes até cachorro quente e Tody, de hora em hora conseguem alguma coisa com Deus?  Que unção com óleo é  um  hábito inconveniente e apenas nojento de lambrecar todo mundo por qualquer motivo? Prefere acampamento ou noites a sós em seu quarto se comprometendo diante de Deus com coisas que nem a sua mulher sáiba? Alguma vez você se derramou em lágrimas por nada de extraordinário acontecer em sua igreja? sentiu a impotência espiritual do seu diploma de teologia, da sua  carteirinha de pastor e  da inutilidade da tradição denominacional no plano espiritual? O Espírito Santo é seu ensinador ( como diz a Bíblia ) ou a sua biblioteca devidamente atualizada e concensualmente teológica pelos seus pares? Alguma vez se comprometeu em nome de Deus por algo que se Deus não o honrasse você estaria literalmente "frito"? Você arrisca o seu cristianimo em nome de algo concreto da parte de Deus? Já teve um alvo impossível que somente com a validação de Deus pudesse ser alcançado? Ou todos os seus projetos são concensualmente alcançados humanamente? como me disse a minha esposa em uma reunião de pastores em que ela era secretária, um pastor empreendedor ( daqueles que constroem escolas particulares, ao lado das igrejas, ongs, etc. ) certa vez afirmara: quando eu preciso de um som novo para igreja, eu compro, tenho dinheiro para comprar o melhor ( e nem era neopetencostal ou de teologia da prosperidade ).

Se não pode responder a cada uma das questões colocadas acima, desculpe a franqueza, você não tem condição nenhuma de julgar, de zombar e de analisar criticamente a obra de muitos outros. irmãos que  fazem todas essas coisas. Não que eles  estejam inteiramente certos, que sejam intocáveis, você é que com a sua atitude que é patético, e seu ministério e a sua igreja, como tenho constatado pelo que cada um expressa e  relata na web, é que deva sê-lo, ou seja absolutamente patético.

Em Marcos 16, o evangelho dedicado aos cidadãos do imperio romano, encontramos as declarações finais do Senhor Jesus que refletem em última instância a autoriade delegada a cada crente, no passado e no presente:

9
E Jesus, tendo ressuscitado na manhã do primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios.
10
E, partindo ela, anunciou-o àqueles que tinham estado com ele, os quais estavam tristes, e chorando.
11
E, ouvindo eles que vivia, e que tinha sido visto por ela, não o creram.
12
E depois manifestou-se de outra forma a dois deles, que iam de caminho para o campo.
13
E, indo estes, anunciaram-no aos outros, mas nem ainda estes creram.
14
Finalmente apareceu aos onze, estando eles assentados juntamente, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem crido nos que o tinham visto já ressuscitado.
15
E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
16
Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
17
E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
18
Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porãoas mãos sobre os enfermos, e os curarão.
19
Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus.
20
E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém.
Essa é autoridade dada a cada crente que, infelizmente ao desprezarmos o seu caráter sobrenatural a trocamos por formação acadêmica legítima e útil, tradição e ligação instiuticional,  que não são substitutos à verdadeira delegação e autoridade divinas. Os que se colocam contra aqueles que a receberam e a exercem segundo a vontade de Deus, confrontando muitas vezes a sabedoria desse mundo, se colocam efetivamete na contra-mão da operação divina em favor dos perdidos que buscam uma salvação, aos quais O Senhor ama e quer alcançá-los.

Portanto só há uma autoridade desejável para quem quer fazer a obra de Deus: a outorgada pelo próprio Senhor e nenhuma menor ou substituta dessa mesma delegação.

CONCLUSÃO:

Embora tenhamos gasto bastante tempo e espaço em definir os níveis e procesos como comunicamos e reconhecemos a marca da autoridade presumida nos outros, não podemos fugir ao propósito original das últimas três postagens interrelacionadas.O Pecado contra a Autoridade foi cometido inicialmente por Lúcifer aqule que, por causa do seu pecado, caiu e foi banido dos céus, após levar um terço das miríades celestiais após si. O pecado de Adão e eva, errôneamente simplificado como a maçã, e mais inda, como a maçã como a descoberta e a prática do sexo, algo que a Bíblia nem ao menos cogita como pecado, já que Deus lhes tinha dado a ordem de crescerem e multiplicarem na terra, foi exatametne o pecado contra a autoridade de Deus, tornando-O mentiroso. Essa rebeldia contra a autoridade e soberania de Deus nos colocou a mercê de outro julgo, o de Satanás, o primeiro na desobediência e no pecado contra a Autoridade Divina.

O poder para testemunhar e fazer maravilhas em nome do Senhor só pode advir numa submissão à essa mesma Autoridade Divina, que está na pessoa e no nome de Jesus Cristo. Não se trata de mágica ou um nome "cabalístico". Jesus é a única autoridade divina a qual devemos nos submeter para fazermos a vontade de Deus na terra e na Sua igreja. Sem essa submissão a religiosidade prática e vivida é semelhante a religiosidade de Cain, que não agrada tanto quanto a de Abel. Oxalá descubramos cada umde nós o quento somos submissos ou rebeldes. Ou se ainda conseguimos encontrar uma posição cômoda e equidistante ente uma e outra fazendo com que a nossa vida cristã seja apenas um pouco melhor do que os que não creem mas sem a autoridade e os milagres para os quais recebemos uma ordenança que nos garante, ainda hoje , que eles deveriam acontecer.



por Helvécio S. Pereira

COMENTE ESSE "POST"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos