SANDI PATTY LOVE IN ANY LANGUAGE

sábado, 23 de julho de 2011

HERESIA COMO TRATÁ-LA? ELA É OU NÃO UMA HERESIA, NUNCA MENOS.

*Charge encontrada na web acerca da reação contra o que se considera fundamentalismo ingênuo
Todo religioso zeloso ( e isso não se aplica somente ao cristianismo ) é ferrenho inimigo do que possa ser chamado de heresia. Podemos afirmar com propriedade que é áspero, obstinado, odeia e combate a referida heresia sistematicamente. O combate a pretensa "heresia" funciona muitas vezes como afirmação e combustível necessário a afirmação de sua própria forma de crença e posição religiosa particular. Muitas vezes a heresia é pretensa e desculpadamente identificada como uma parcela menor que se diferencia de uma compreensão mais aceita, temporal, geográfica ou de grupo, mas isso nem sempre é verdade. O que começa como uma seita ( divisão ) toma proporções numéricas que tornam a outra parte, antes majoritária, uma "seita" em termos estritamente e numericamente absolutos.

Introdução 

Como afirmou ponderadamente meu querido irmão Jorge F. Isah do blog Kálamos, o número de indivíduos partidários de algo não tem exatamente significado algum numa decisão por uma eventual posição mais verdadeira, incluídas aí posições teológicas cristãs-evangélicas. Trata-se portanto de um fato constatado facilmente ao observar-se a realidade diante de todos nós. Dois bons exemplos entre tantos e tantos passíveis de serem lembrados, dois exemplos reais, são o da criação da Igreja Adventista, que na sua origem apenas enfatizava biblicamente a volta do Senhor Jesus. Essa igreja adventista original não existe mais e em seu lugar surgiu a poderosa denominação considerada tecnicamente paraprotestante, a Igreja Adventista do 7º Dia,  e suas várias raminficações ( Adventista da Reforma, Adventista da Promessa [ renovada ], com peso e influência social importante, e porque não, incontestável.

O próprio cristianismo primitivo surgiu como uma "seita judaica", passível de combate e perseguição objetivas, incluídas aí a própria perseguição patrocinada por Saulo de Tarso ( o apóstolo Paulo do Novo Testamento ). Outro exemplo ( prometi apenas dois mas há  indubitavelmente um terceiro igualmente importante e relevante sob vários aspectos ) é a dos pentecostais, que no caso do Brasil, nasceu em uma igreja batista tradicional, da qual os dois missionários suíços foram expulsos dando origem a maior denominação evangélica brasileira, A Assembléia de Deus.

Na maioria das vezes o que é considerado "heresia" é difamado e descredenciado a "boca miúda" sem muita manifestação estrondosa, embora pública, restrita a literatura, palestras, pregações em congressos, seminários, e modernamente blogs, sites, fóruns, etc. Uma contradição se estabelece entretanto, quando mesmo a despeito de todas as análises e comparações, não há de fato uma clara prevalência frente a realidade. Já explico: religiosos falam de suas convicções, na maioria das vezes a religiosos e muito mais vezes entre indivíduos e até grupos pares, assemelhados ás suas próprias convicções. Geralmente religiosos se dão muito mal ( e isso não é uma particularidade de evangélicos, de cristãos, mas de qualquer religioso ) quando confrontados por uma realidade fora de seu espaço e além das infindáveis repetições de seus pontos de fé. A culpa é sempre colocada sobre as costas dos que não crêem como ele ( religioso ), mas nem sempre é verdade.

Acusam esses ( os religiosos ) que os incrédulos e ateus apelam e passam para o terreno das ofensas e vão embora. Muitas vezes são os religiosos que têm essa atitude,sabem falar, mas não sabem ouvir, e portanto dar a resposta que mesmo nem sempre sinceramente os seus oponentes exigem. Podemos nós, como crentes e cristãos que somos, imaginarmos Jesus Cristo sem resposta a algum interlocutor? Nunca. Nos evangelhos o vemos dar respostas claras, precisas e disconcertantes a todos os seus interlocutores e adversários. Jamais foi pego em uma contradição, a não ter uma resposta, mesmo quando desnudava a hipocrisia e a classa má intenção de quem o arguia.

Simplificadamente, em qualquer religião "heresia" ( fujamos por ora da definição dicionaresca ) é o que diverge e se opõe a uma afirmação aceita até então. Heresia é logo uma novidade temporal comparada a afirmação que a antecede e que pode inclusive mostrar, revelar a afirmação anterior como sendo ela, de fato a real heresia. Essa é a realidade. Os exemplos são muitos: o batismo infantil é uma heresia frente a redescoberta do batismo de adultos. Históricamente antes é que  era o contrário e resultou em não poucas mortes e perseguições, por exemplo contra os anabatistas. Hoje praticamente todas as igrejas autodenominadas "evangélicas" são "batistas". Os batistas são "batistas" ( claro! ), "presbiterianos  renovados são "batistas", Metodistas Wesleyanos são "batistas", Testemunhas de Jeová são "batistas" ( Testemunhas de Jeová, Adventistas e Mórmons  são tecnicamente paraprotestantes ) são "batistas", Universal do Reino de Deus são "batistas" e assim por diante.

Heresia é portanto uma idéia, que origina no indivíduo, se expande para o grupo, para o mundo, e que a bem da verdade pode ser facilmente descredenciada pela realidade. Ela só permanece por que a sua afirmação normalmente se faz na manutenção de uma idéia oposta. Ou seja a afirmação de uma heresia depende em muito de uma idéia oposta a si mesma ou de um vácuo de descrição de uma realidade dentro de uma mesma esfera ou arquitetura teológica. Por exemplo: o cristianismo não é uma heresia frente ao islamismo e nem o islamismo uma heresia frente ao cristianismo. Há heresias cristãs dentro do cristianismo e heresias islâmicas dentro do islamismo. Há contudo afirmações heréticas islâmicas frente ao cristinaismo e do cristianismo frente ao islaminsmo. A trindade é uma heresia frente ao afirmado pelo islã e a inexistência do pecado original é naturalmente uma heresia frente ao cristianismo.

Isso posto, as perguntas que se fazem obrigatória e razoavelmente são : 


Uma heresia, como afirmação aberrante, pode ser desmontada facilmente? 

E se pode ser contraargumentada, por quem e como, internamente no âmbito da religião em que se origina? Fora dela? Ou por ambas, internamente e externamente?

Em que medida a profusão de livros, de autores, de teses, de estudos aprofundados são necessários e eficientes para demover seus partidários de sua posição?


As minhas respostas sinceras e  pessoais são as que se seguem:

Sim. Podem ser facilmente desmontadas, só que normalmente as afirmações heréticas  são construídas e afirmadas de uma forma elitizada ( tratando-se de heresias de fato, o cristianismo original foi atribuído pelos seus inimigos convenientemente como se fosse uma heresia e uma portanto seus seguidores um grupo sectário ) constituindo-se suas afirmações como uma iluminação dada a poucos. Dai todos os demais converjam para esse grupo como um tipo de Ascenção em termos de conhecimento. é como se o indivíduo migrasse de uma posição de ignorância e desconhecimento ( conhecimento menor ) para um maior. De fato o sujeito é pego pela vaidade mesmo. No cristianismo evangélico-protestante, adventistas, testemunhas de Jeová, mórmons, etc migraram de uma igreja para outra por terem acesso a "revelações" e "explicações" não existentes em suas antigas denominações. O fato é que com essas novas aquisições e informações essas pessoas não querem perder ou deixar o que adquiriram com suas "informações heréticas". Se sentiriam perdidas e vazias, num estado muito pior do que se encontravam antes em sua antiga fé.

A contraargumentação é de mão dupla mas não toda eficaz por si  só. A heresia pode e deve ser desmontada lógica e razoavelmente interna e externamente. No caso da transfusão de sangue pelos Testemunhas de Jeová, pelos demais cristãos e evangélicos, mas pelos médicos, biólogos, juristas, etc, incluindo  se são ateus. Geralmente a heresia, seja qual ela for possui umerro simples, geralmente mascarado por uma arquitetura complexa e de difícil apreensão ao iniciante. Somente depois de muita exposição, leitura esclarecedora originária do círculo fechado de seus defensores é que ela é de fato assimilada pelo seu novo defensor. De fato, no caso da fé cristã, a heresia é alimentada principalmente porfontes extra-escriturística, ou seja é praticametne impossível manter uma heresia dentro da fé cristã só pela Escritura, somente péla Bíblia Sagrada. A heresia dentro do cristianismo depende sempre de um segundo elementoexterno e a parte das Escrituras: um profeta, um teólogo, um anjo, um santo, uma santa, um monge, uma papa, um líder máximo que detém a última explicação, todas as respostas, etc. De fato e na prática, Jesus Cristo é tirado de sua primazia e de Seu lugar único, e as suas declarações pasam a ser filtradas por um outro elemento. Fátima, uma das muitas versões de Maria, na Igreja Catolica Romana; Helen White na Igreja Adventista do 7° Dia; Joseph Smith nas Testemunhas de Jeová; e os exemplos ( muitos ) se suscedem nos Mórmons, na Igreja da Unificação, na Voz da Verdade, no Caminho Antigo, enfim no passado e no presente mais próximo. Em um diálogo com um defensor de uma heresia cristã, esse fatalmente se revelará ao defender os seus pontos com uma citação ( ou várias ) de um intermediário para compreensão da mesma. A Bíbla não lhe basta, pois muitas vezes uma leitura simples, clara, unânime de uma porção qualquer das Escrituras,derruba toda a sua arquitetura teológica. Ouseja, dentro do cristianismo, nenhuma teologia herética se sustém, só com as Escrituras ( toda ela ). Sozinha as Escrituras não sutentam os desvios suspeitamente criados circunstancialmente pelos homens. O erro defendido teimosa e objetivamente por esses, se manifesta facilmente se, em um debate, todos se aterem apenas à Bíblia, às Escrituras.

O erro é tão patente que é manifesto perante um leque muito grande de pessoas e pela própria realidade. A dificuldade é que, dificilmente, o religioso consegue dialogar ( expressar-se e ouvir de fato, as argumentações em contrário ) e confrontar a sua atitude com a realidade. É o caso da Igreja Católica Romana em relação ao controle da natalidade, ao uso da caminsinha, divórcio, etc. Incapacidade de falar sobre o problema e encarar os fatos é a real dificuldade para o herético que advem da sua postura "religiosa" por excelência. De fato o herético não é um "descrente" mas uma crente por excelência, que prioriza um ou mais dados, tidos como revelações particulares, uma aquizição que se sobrepõe e se destaca dos demais crentes. Em síntese os outros "crentes" são menores, ignorantes, incoerentes, obtusos, relápsos, irresponsáveis e menos sérios. Concedentemetne podem ser admitidos com o rótulo educado de "inocentes".

Apologética ( defesa do que mais ortodoxamente se conheça dentro da confissão de fé cristã, no caso ) é importante, mas as extensas discussões, ou o conhecimento profundo de o quanto elas se dão não é algo de grande eficiência, pois na grande maioria das vezes, são apenas repetições e defesas mais apaixonadas  e menos justas do que deveriam de fato serem, por restringirem-se apenas ao diálogo com os seus pares, ainda que opostos. De fato toda heresia pode ser dinamitada pelos fatos. A realidade, mais que a apologética é a maior inimiga da heresia. A Igreja Católica Romana possui em seu panteon mais de mil e quinhentos "santos" distribuídos sem a menor lógica, lógica essa que pudesse passar pelo crivo da inteligência e da mínima justiça. O Brasil tido como "o maior país católico do mundo" possui apenas um "santo" oficialmente brasileiro enquanto países orientais como a Malasia e Filipinas possuem mais "santos" romanos com menor número de cartólicos nos respectivos paises.

Mais heresias: todos os santos ao morrerem gozam da salvação nos céus ( até aí tudo bem se foram crentes e salvos por Cristo ) mas dos céus a dez, quinze séculos, os caras ficam plahando apra a terra e vendo toda a bandalheira como num Big Brother celestial (!!!). Eu pergunto, ser salvo, estar no céu e assistir estupros, assaltos, acidentes e ficar num call center celestial ouvindo milhares e milhares de vozes rezando ao mesmo tempo e te chamando...é demais! Trata-se de um contracenso absoluto! Outra: Nossa Senhora Aparecida ser "padroeira" do Brasil ( !?! )... das duas uma: ou isso é uma piada ou ela é terrivelmente incompetente! Testemunhas de Jeová defendem que somente cento e quarenta e quatro mil irão para o céu...ao receber uam Testemunha de Jeová em sua residência, o falecido Pastor Glaycon Terra Pinto a quem conheci pessoalmente, tendo ouvido toda a sua exposição sem nenhuma interrupção, ao final lhe disse: " Por que você convida a mim para ser mais uma Testemunha de Jeová? Posso estar tomando o seu lugar..." A lógica é uma grande inimiga da heresia, sem dúvida.

Vejamos a guarda do sábado defendida pelos adventistas: como se manifestaria a justiça de Deus, se o crente, o salvo, o adventista, dependeria sempre para o seu conforto e sobrevivência, do "pecado", da "desobediência" do não-crente. Essa é de fato uma contradição real e simplória. De fato uma afirmação tola nos termos em que é enfatizada pelo grupo. Negar essa "verdade" é inadmissível por um adventista, trata-se de sua identidade. Nessa análise há infindáveis exemplos que vão desde não cortar o cabelo, não deixar crescer a barba, não assistir televisão, alguns mais infantis e patéticos e outros  mais sutis e aparentemente mais "intelectuais", mas todos em essência, pura tolice, e defendidos com unhas e dentes por seus crentes como troféus e elemento de identificação e distinção.


Outra característica de uma heresia é que em sua defesa, frequentemente se torce, de fato é o um recurso de afirmação recorrente, de dar uma "segunda explicação" claramente diversa daquela que é apreendida fácil e claramente por um número importante de leitores ( no caso da Bíblia). Embora o número de pessoas não seja elemento essencial na decisão de quem esteja eventualmente errado ou correto, há situações que a clareza precisa ser distorcida, como muita ginástica para fazer as pessoas verem o que não está lá de fato. O homossexualismo é clara e patentemente condenado nas Escrituras, mas alguém pode sugerir um "erro" de tradução, ou uma dezenas de traduções possíveis e das quais, todas reais e verdadeiras, uma delas é escolhida para se encaixar justamente na compreensão diversa desejada naquele texto. A ginástica é tão grande que a maioria das pessoas aceita facilmente o colocado, por não terem acesso as fontes reais, e pela demonstração de erudição que envolve aparentemente o caso, o objeto da nova e "revolucionária" análise.

Finalmente por hora, o que caracteriza uma heresia, embora se apresente como afirmativa, é sempre uma negação frente a realidade. O seu efeito final é sectário, estabelecendo uma elite, seja de que modo essa elite se autoconfigure. O seu objetivo implícito é sempre de tirar de um todo uma parcela distinta, e distinta pelas idéias e não por uma realidade.  Não existe nem por mais remota possibilidade as Testemunhas de Jeová ( não a denominação,mas pessoas de fato que possam ser reconhecidas como tal ) pois não há elementos externos que comprovem tal realidade. Os Adventistas do 7º dia mesmo defendendo algo biblicamente legítimo como a volta de Jesus ( hoje a maioria dos cristãos legítimos são adventistas que aguardam a volta do Senhor Jesus a terra ) não se mostram mais conhecedores de dados referentes a esse importante evento mais do qualquer um e a petética e reincidente tentativa de marcar a data da volta do Senhor, contradiz ao que o próprio Jesus afirmara nas Escrituras, e aos fatos reais.

A eleição exclusiva Calvinista é uma heresia, sujeita a análise como todas as demais e as poucas exemplificadas nessa breve reflexão.   O contorcionismo ao se fazer uma análise mais "profunda"  segundo eles de João 3:16, onde palavras importantes como "mundo" e "todo", tidas como chave para a mudança de sentido de tão importante declaração bíblica é evidente. Obviamente boa parte dos meus irmãos calvinistas ( o somos de fato irmaõs e não apenas retóricamente, porque cremos no nome do Senhor Jesus como o único dado para a nossa real salvação ) ficarão com muita raiva de mim por causa dessa afirmação direta ( embora eu espere que não e que de forma madura e sensata poderem essas questões. A predestinação como apreendida por João Calvino é o alicerce para todo o tipo de  afirmação posterior e também negação ( um Calvinista de carteirinha não só acredita em tais pontos mas nega uma profusão de coisas que lhes causariam muito embaraço, não só teológico, mas frente aos fatos e perante qualquer pessoa, mas isso é uma abordagem feita em outros "posts" nesse mesmo blog.

A pergunta que se faz é: por que Deus suporta as heresias ( difícil encontrar uma denominação em que alguma heresia não cresça e floresça de algum modo ) ao invés de destruí-las  francamente? Por que Deus permite que nos degladiemos em todos os níveis, despendendo energia, talento, dinheiro,etc, sem muitas vezes vencermos definitivamente algum debate mais contundente?

A resposta é bíblica, o joio e o trigo crescem juntos ( atribuem-se a materialidade do joio e do trigo a pessoas e nunca a idéias somente ), se cortar-se o joio o trigo irá junto. Não devemos esquecer que estranhamente o cristianismo foi de certa forma "guardado" dentro da própria Igreja Católica Romana até o evento da Reforma Protestante. Conhecer-se a Bíblia, como a única infalível e totalmente eficiente Palavra de Deus sobrepuja todas as demais circunstâncias. Nenhuma igreja, posição teológica, por si só, salva, salvará nenhum, absolutamente nenhum ser humano. Só Jesus Salva! Ele ressuscitará os que crerem nEle no último dia. Essa é a esperança real do verdadeiro Cristianismo.

Temos apenas uma vida com algumas décadas para afirmarmos e reafirmarmos essa certeza que muitos perdem por questões absolutamente menores. Passamos a nos odiar, a não compartilharmos nada, nem amor nem ajuda e socorro materiais essenciais a vida, tememos uns aos outros como leprosos com os quais não se pode conviver sob o risco de nos tornarmos igualmente doentes. Com todos esses problemas e limitações naturais, prossigamos acima de tudo em conhecermos ao Senhor. Afinal também o cristianismo autêntico não é só teórico mas prático, a ser vivido. O quanto de comunhão com Deus  e em que grau de fato possuímos em nossas vidas, será que conhecemo-Lo só de "ouvir falar", ou face a face, "os nossos olhos o vêem?"

O Senhor seja misericordioso para conosco a cada dia, ajudando-nos a sermos melhores, onde e como estivermos. Amém.

Por Helvécio S. Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos