COME TO ME

sexta-feira, 4 de junho de 2010

HERESIA, O QUE ELA CAUSA DE FATO?

A fé ou crença, é o ingrediente principal e básico de toda e qualquer religião. Todo religioso, da mais diferente crença, diz para si  e para os demais: eu creio. Essa crença possui uma lista  pontos bem definidos, claramente ou indiretamente expostos e conforme um trabalho acadêmico feito por um irmão, pastor e teólogo, já disponibilizado nesse blog e bem lembrado, do ponto de vista de estudo, possui, quase sempre, uma teologia popular e uma oficial.  

Entre cristãos ( católicos, ortodoxos,reformados,protestantes,batistas, paraprotestantes, pentecostais, neopentecostais e etc, etc.) também há divergências naturais em consequência da diferença cultural, nível de educação, país, região, formação e história dos próprios indivíduos dando como consequência diferença de compreensão e de sistematização da fé cristã. Trata-se de algo absolutamente natural e, penso, mais que compreendida e alvo da misericórdia divina. Sobre as nossas dúvidas Jesus afirmou que "naquele dia nada me perguntareis" quando todas as nossas ansiedades e compreensões truncadas serão devidamente esclarecidas.

Entretanto mais que diferenças de opiniões, de visões, que geram posições diferentes com relação a uma série de ítens, há pontos mais e menos importantes, que causam, obviamente, maior e menor estrago a fé cristã como um todo. Outro ponto é o uso dessas diferenças como armas afiadas e até preparadas contra os próprios irmãos de fé. As vezes essa diferença é diminuida em regiões e ocasiões históricas de forte perseguição a cristãos, levando-os a considerarem menos importantes esses pontos divergentes. Em situação de franco conforto e liberdade religiosa sobra energia para o litígio franco e para a disputa por espaço e supremacia.

Outro caráter das diferenças de crença é o da novidade ou da reafirmação de algo já crido no passado e que foi de algum modo, por algum motivo abandonado na prática. Podemos dizer, quase que sem erro, que a razão é sempre, e até sincera de promover um aperfeiçoamento a fé, removendo arestas ou trazendo um novo brilho, conclamando  as pessoas, os crentes, a uma nova postura ou ação embora o efeito seja diverso, bem como a ênfase recaia em lugares indesejáveis para a própria crença cristã.

Há os que advogam uma "fé simples", outros defendem uma "fé rebuscada" baseada em altos e profundos pressupostos, quase elitizada. Alguns reforçam o caráter visível da fé, outros advogam uma fé apenas mental, teológica por excelência. Tanto num grupo como no outro, e isso parece ser sempre verdade, os "erros" parecem ser grosseiros e pouco ou nada razoáveis. Alguns erros afetam o que aparentemente vemos na liturgia e na prática do dia a dia, outros mais dissimulados só podem ser percebidos com muito estudo e análise dos pontos em questão. Alguns, aparentemente são mais aceitos pelo censo comum do próprio grupo religioso ou fora dele, outros mais sutis são impostos e aceitos a partir de um gosto excêntrico de alguns fiéis, fato mais ligado a temperamentos pessoais ou de lideranças.

Posicionamentos diversos não excluem por simples lógica, por simples possibilidade natural, a existência e a realidade de uma crença ortodoxa correta, diria melhor, uma fé cristã estritamente Bíblica, da qual se diversa, assim sim, esta crença se faz de fato herética. Fato é que chamar a um irmão de fé de herético, é algo comumente feito com "boca cheia", como um xingamento prazeiroso, e isso na boca de crentes ( falamos agora do arraial evangélico e não dos cristãos assim denominados como um todo ). Chamar um pastor, uma igreja de herética significa descredenciá-los como crentes, como pessoas que tiveram um encontro genuíno com o Senhor Jesus e que o estejam seguindo e mantendo uma comunhão pessoal com Ele. Mesmo que , além da posição teológica diferente, haja por trás o simples desconforto da percepção de que "aquele não crê como eu creio e não faz como eu faço" chamar um irmão de herético é diminuí-lo em relação a si próprio, é julgá-lo. Isso não quer dizer que, assim como por uma análise lógica , haja a fé correta, não haja a fé incorreta beirando a irracionalidade. De fato há e julgar os pensamentos não significa julgar as pessoas com base nos seus erros teológicos que podem advir de, desde a uma incapacidade intelectual até uma consciente maldade.

Mas o que é essa heresia afinal? Um erro de interpretação Bíblica maior ou menor, um ponto de vista, ou um sintoma de distância ou de nunca, jamais, tal pessoa ou grupo, ter conhecido e de fato ter comunhão com o Senhor? Podem ser as duas coisas, ou apenas uma delas, sendo que no segundo caso trata-se de algo severamente grave comprometendo a salvação do crente. 

Para nós crentes evangélicos ou a classificação acadêmica que se queira usar e abusar, a vida cristã começa com um encontro genuíno com o Senhor e que continua como vida cristã, com a promessa e a realidade de que "seríamos guiados em todas as coisas". Deus na Sua sabedoria e justiça, diferentemente providenciou um meio pelo qual, nem as diferenças culturais, econômicas, acadêmicas, de gênero, étnicas, de faixa de idade, pudessem interferir na forma como seríamos conduzidos e sustentados na nossa fé. Côncios  disso deveríamos nos sentir seguros que  a correta compreensão das coisas relacionadas a Deus se dariam, no plano individual sem maiores problemas. Ademais, a vida cristã, embora se confunda com a vida religiosa do cristão, não o é. 

A nossa vida consiste em termos comunhão diária com o nosso Senhor e Salvador e isso também não se confunde com a prática de orações formais, cânticos de hinários, reuniões nos templos e em locais de reunião. Nada disso, embora seja, cada uma dessas coisas, partes claramente benéficas de uma prática religiosa cristã, não são de fato vida e comunhão com Deus. Jesus disse claramente que nem o ato ou ação de pregar em seu nome, expulsar demônios em seu nome e curar enfermos em seu nome significaria conhecê-Lo. 

Conhecê-Lo e ter comunhão com Ele é algo que não podemos julgar no outro. Essa comunhão, penso, consiste em você viver todos os seus dias, a partir da sua conversão, como se não estivesse mais sozinho. Você dorme e sente que alguém lhe vê. Você acorda e sente que esse mesmo alguém lhe vê e o acompanha. Você sente que mesmo não sendo o melhor crente, a melhor pessoa, é ainda alvo de uma atenção especial. Mesmo quando não exatamente numa atitude "religiosa evangélica", há alguém a seu lado e você percebe que suas ações e pensamentos divergem ocasionalmente das dela. Do mesmo modo  você sabe quando algo que faz lhe agrada ou que deve fazer algo exatamente naquele momento. Sua mente e seus pensamentos estão sujeitos ao molde que Essa presença proporciona. Nada na sua história é alheio a Ele.E não há nenhum momento em que Ele seja excluído da sua existência. Você sente quando é aprovado e quando seus pensamentos e ações são reprovados por Ele. Não importa onde esteja e o que esteja acontecendo ao seu redor, com ou sem igreja, com ou sem reunião e culto, com ou sem a Bíblia nas mãos, a Sua Palavra está inscrita em seu coração e na sua alma.

Sob esse raciocínio a heresia estaria impossibilitada de subsistir em uma comunhão verdadeira como Senhor Jesus, não que o crente genuíno não pudesse dar explicações contraditórias sobre um ou outro assunto ( os discípulos no tempo de Jesus, e na presença dEle, acreditavam em fantasmas ),mas que ainda que sem a compreensão correta de muitas coisas, na comunhão pessoal, Deus nos ensina o que é mais importante naquele momento. Afinal nem todos são mestres ou tem dom para sê-lo e não deveriam ter a pretenção de sê-lo.

Mas o que causa a heresia de fato à igreja institucionalizada? A heresia, tenha a sua origem onde for ( coisa que veremos em outra oportunidade ) sempre rouba algo importante e revelado claramente nas Escrituras embora tenha o caráter de novidade, de esclarecimento, de purificação da igreja  visível e que obviamente foge totalmente a esse objetivo.

A heresia tolhe o evangelismo embora, aparentemente pareça promovê-lo em um primeiro momento criando uma casta de indivíduos diferentes e acima dos demais crentes por criar elementos diferenciadores e geralmente visíveis que visam e na prática marcam territórios.

A heresia só se impõe a partir da negação de uma verdade Bíblica já amplamente conhecida. Isso ela a faz de duas maneiras: dificultando ou facilitando uma declaração Bíblica. É como se o próprio satanás dissesse: "não é bem assim o que Deus disse".

A heresia surge e peca por detalhar o indetalhado. Há duas formas de se declarar alguma coisa, sintética ou analiticamente. Gênesis 1:1 é uma declaração sintética: " No principio criou Deus os céus e a terra". é bobagem esmiuçar essa declaração reveladora e simples. As heresias surgem nessa tentativa de elevar uma declaração simples a um nível mais alto ou mais profundo ( depende da visão que se tenha - dá na mesma) fazendo que o foco da mesma seja desvirtuado para um ponto secundário e menor, criando inúmeras variáveis.

A heresia não revela nada de novo, não traz exatamente luz nova sobre nenhum ponto, alimentando  tão somente a  vaidade natural de seus adeptos. De fato dá uma falsa compreensão sobre uma série de questões paralizando os crentes em torno dessas questões controversas e levando-os a desdenharem tudo o mais, constituindo-se esses únicos pontos uma bandeira de defesa e de luta. O herético é profundamente vaidoso com a sua descoberta, sentido-se mais ou menos "iluminado" e privilegiado. Só para lembrar, não acho que haja privilegiados mentais no reino de Deus, com revelações privilegiadas, há entretanto privilegiados para o serviço, para obras, para lugares, pra ações estratégicas, o que é outra coisa e ótimo assunto para outra oportunidade.

A heresia pode comprometer a salvação, dando aquele que a acata e ou  repercute a heresia, a falsa sensação de segurança religiosa e de correção na fé. Há dois tipos de adeptos de uma heresia: o que conheceu e teve sua compreensão das coisas de Deus afetada e distorcida por uma heresia e aquele que jamais conheceu a verdade e que por causa da heresia fica da vez mais distante de conhecê-la, a verdade, por cada vez isolar-se do contato com aqueles que a conhecem e por sua proclamação pública.  Esse passa a ouvir somente a sua própria voz e não mais a verdade. Isso porque a o reconhecer que está fatalmente errado teme esse um medo inconsciente de não ser capaz mais de crer. Só que a fé genuína não é um fim em si mesmo mas apenas um meio. A fé genuína é em uma pessoa e não em um modelo filosófico-teológico. Nesse caso se ama a uma pessoa: a Deus. A fé cristã não é uma fé na arquitetura teológica cristã, mas em um Salvador e Deus reais, aos quais nos relacionamos em amor,o que independe de nível cultural, social, econômico, temporal, etc. 

Finalmente é possível errar-se em interpretações da Escritura e não constituir isso uma heresia? Sim. Se a vida cristã fundamenta-se na comunhão como Senhor, posso entender algo de modo errôneo hoje e ter uma melhor compreensão amanhã ou com o decorrer do tempo, isso é a genuína experiência cristã. Quem não tem sabedoria, "peça a Deus", é nos dito nas Escrituras. Há a real possibilidade de não entender algo que as Escrituras declarem e isso é plenamente natural, mas ao que se refere essencialmente, todo crente renascido terá a compreensão de quem é o seu Salvador e Senhor e da esperança e promessas relacionadas a sua salvação. O erro é antes de ter a certeza, e a partir da presunção de saber tudo, sair convencendo os outros que também não sabem, ou sabe menos do que eu, das minhas vaidosas "descobertas".

Conhecimento de Deus e comunhão com o Senhor não podem ser aferidos por uma sabatina acadêmica ou muito menos não acadêmica, mas por uma vida sincera diante do Senhor e a partir de uma comunhão real com Ele. E não há nenhum problema em assumir que não sabemos tantas coisas mesmo relacionadas com a Palavra de Deus. Lembrando ainda que o  "O temor do Senhor é o princípio da sabedoria. " Sejamos sábios e totalmente tementes a Ele o Senhor de todas as coisas, Perfeito e Santo.

Por Helvecio S. Pereira

FINALMENTE, VALE SEMPRE VER DE NOVO, UM EXCELENTE VÍDEO COM A CANÇÃO " O PRAISE HIM" DE DAVID CROWDER BAND QUE EXPRESSA A COMUNHÃO PESSOAL COM O SENHOR NO DIA A DIA , A VERDADEIRA BASE PARA O CONHECIMENTO DE DEUS.



De vez em quando, um ou outro anúncio completamente divergente da fé cristã evangélica é veiculado oportunamente em nosso blog. Trata-se puramente de um mecanismo do Google de incluir anúncios que se interrelacionem com o tema e assuntos abordados no blog. Trata-se algo normal, desde que aceitamos a possibilidade de adição de anúncios em troca, da gratuita possibilidade desse serviço na web que leva as nossas reflexões a milhares de pessoas. Se você é um crente saberá desconsiderá-lo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos