SANDI PATTY LOVE IN ANY LANGUAGE

domingo, 13 de junho de 2010

PERMANEÇAMOS FIRMES NA NOSSA FÉ

Todo cristão, independentemente de sua igreja, tem consciência da necessidade prática de permanecer crendo, guardando a confissão de sua fé. Isso acontece independentemente da igreja, denominação, ministério, confissão e teologia.

há uma igreja que se auto-intitule cristã que diga a seus fiéis que eles podem negar o que um dia confessaram como sua fé. Como já disse independe até de sua teologia, de escolas teológicas adotadas preferencialmente para explicar a sua fé em Cristo. Se a sua teologia diz que o crente perde ou não perde a salvação, se e é eleito ou não, etc.

A exortação a perserverança é inquestionável gritando a toda a hora a responsabilidade de se reiterar aquilo que se crê a todo momento, confirmar o que se crê. As vezes até o crente com uma fé herética tem dificuldade de abandonar o erro exatamente pela exortação de perseverar na sua "fé cristã", que no caso, para ele próprio, na sua experiência  é a única correta.

Como em uma reunião, que comumente fazemos, que tal ouvirmos e meditarmos na letra dessa canção, embalados pela sua linda e tocante melodia? Quão grande é o nosso Deus ( How Great is Our God). Veja e a ouça no vídeo a seguir.



Mas a questão que se coloca é exatemente em que base está colocada está fé, essa perseverança,  essa obstinada temosia em confessar e praticar as mesmas coisas até o fim da vida e diante de qualquer circunstãncia? Na minha curta experiência ( pois a vida é curta e o tempo curto diante da história humana e principalmente da eternidade ) vi em trinta e poucos anos uma mudança cultural e litúrgica na igreja mais proxima de mim, a igreja brasileira, a chamada igreja evangélica, e até nos setores católicos. E não foram poucas. E se boas ou ruins, pouco importa. Elas ocorreram e estão aí, e outras ainda ( muitas ) ocorrerão para o bem e para o mal.

Pessoas, líderes e membros  continuarão a se posicionar favoráveis ou contra cada uma delas e muitos chegarão a limites pouco recomendáveis nesse embate, na maioria das vezes inglório. Mas onde e como exatamente posicionar a nossa fé sem sermos abalados por essas questões todas? Alguém diria: nas Escrituras, na Bíblia claro. Mas todos esses cristãos, esses crentes, não ignoram tanto a Bíblia. Ela é a nossa regra máxima de fé, sem nenhuma dúvida, e todos nós concordamos com essa máxima, ás vezes errôneamente, é verdade, com considrações menores, as vezes danosas, mas em tese é assim na prática.

Desejo ser mais específico, e no caso em nosso arraial evangélico, por assim dizer. Imagine ( e essa situação é real ou foi real para muitas pessoas, muitos crentes ). Imagine alguém que de repente sente que aqueles hinos que alimentavam a sua fé não são mais cantados na sua igreja. Essa igreja agora louva, se estimula na fe com outros ritmos, outos sons, outras letras, outras interpletaãos musicais. Essa igreja tem outro estilo de pregação, ainda que bílbicas outras abordagens ( no meu exemplo virtual não falo de mudança de doutrina, paradígmas, teologia, falo de mudanças mais sutis ).

A igreja agora se veste diferente e as pessoas tem outra maneira de falar, jargões, empostação de voz, comunicação gestual mais expontânea, entre gêneros por exemplo. Continuam, para o bem, e pra o mal, sendo "criativas demais" até teológicamente. As pessoas praticam esportes, vão a cinemas, restaurantes, gostam de futebol e não escondem a sua "paixão" por uma equipe, time, etc.

Simplifiquei exageradamente o meu esquema, confesso que quando meditei no assunto a luz da Palavra de Deus vieram-me a mente muitos mais exemplos, dos quais não lembro no momento, mas quantas pessoas ( e as vezes você não se dá conta disso ) abandoram a a sua fé, por "esfriaram"? Pois a sua "fé" dependia de fatores flutuantes e externos, e agora a sua "defesa" consiste em abominar, criticar, não ir, e não paraticar as mesmas coisas que praticava dia a dia, semana após semana naqueles mesmos lugares, ou seja a sua congregação, a sua igreja local. 

Nunca se puseram a pensar numa questão bastante simples mas real, que é a seguinte: por mais que admiramos o apóstolo Paulo pelo que fez e escreveu na sua contribuição para a Escrituras, para a Bíblia, pessoalmente detestaríamos a sua igreja, as igrejas que fundou, as reuniões que conduziu, o comportamento das pessoas, etc, E ele muito mais as nossas, sejam atuais ou de trezentos ou quinhentos anos atrás. A razão é a diferença cultural imposta pelo tempo e pelo lugar. Somente a fé na mesma pessoa e no que Ele disse não muda com as épocas, com novas descobertas ou pelo pensamento que dominando o mundo se infiltre na igreja, mudando ou tentando mudar, principalmente aquilo que as Escrituras nomeiam como pecado e injustiça. Quando a igreja passa  a se guiar e ter os valores contraditórios do mundo, aí ela está mal.

O que quero dizer, é que a nossa fé não pode se prender a fatores externos e culturais. Fatores esses flutuantes e temporais. Se esses fatores, condições, aparência mudam ( e sempre mudam ) ficamos sem algo que mantém a nossa fé viva. O oposto também acontece: alguns mantém costumes e posições do passado, quase sacramentais, como forma de dizerem apra si mesmo "estamos mantendo o que criamos". O catolicismo é altamente sacramental exatamente pela posição errônema de dizer o tempo todo: a tradição,o que se fez no passado, deva ser lembrado e continuado a ser feito, a noss fé é pretérita e não presente e menos ainda futura. Seterore evangélicos em menor grau e aprentemente de forma indelével tem a mesma posição ( lava-pés, guarda do sábado, separação entre homens e mulheres na nave da igreja, uso do hinário e de determinados hinos sempre nas mesmas ocasiões. Não que isso em si seja exatamente o problema ou algum erro. Nada disso.

Em que consiste a genuína fé cristã? Em uma revelação ( a Bíblica ), em uma pessoa ( Jesus Cristo como Filho unigênito de Deus)  e em uma obra ( a redenção humana propiciada pelo próprio Deus em Cristo ). Simples assim, como reza o comercial de determinada empresa de telefonia. Tudo o que corrabora para a alegria dessa experiência, pra o testemunho dessa crença e para a efetiva materialização de tudo que ela ( crença, fé ) constitui deve ser bemvindo, mas não é o fim em si mesmo. Afinal me aproximo da janela para ver além dela. O vitral, por mais bonito e por mais bela seja a mensagem nele representada,é um entrave ao verdadeiro objetivo de uma janela. Aliás o vitral, além de impedir o acesso real ao exterior, ao outro lado da parede, além de não passar muito de adorno, ainda distorce ( para o bem ou para o mal ) a luz que vem do exterior da construção. Não estou a fazer uma apologia contra os vitrais, por favor, trata-se apenas uma analogia.

Finalmente, a nossa fé deve se atêr a coisas relativas a nossa fé, mas que não constituam em si, em nada  humanamente mutável, sejam essas coisas legítimas, legitimamente praticáveis, recomendáveis, mas ao contrário coisas que vão sempre além dessas, que sejam intangíveis e incorruptíveis pela cultura e pelo tempo. Aquilo que une a fé genuína de todos os crentes em todas as épocas, em meio a toda e qualquer cultura, sob pressão de toda e qualquer circuntãncia. Afinal somos peregrinos aqui. Um viajante se adápta, se comunica com os habitantes do lugar, mas passa por eles e segue o seu destino, não se apaixona por costumes e circunstâncias absolutamente temporais a sua permanência e passagem.


Dessa forma não se decepciona, e nem tão pouco se apaixona, por coisas que ruins ou boas ficarão para trás inexoravelmente. 

Gosto de muitas coisas na igreja hoje, não gosto de outras tantas, mas com certeza a menlhor coisa acontecida em minha vida, sem sombra de dúvida nenhuma, foi conhecer a Bíblia, ao Senhor Jesus e a sua tão grande salvação. Sou extremamente  grato a forma como cheguei a conhecê-los e por cada circuntância, hino, música, pregador, cantor, livro, disco, gravadora, congresso, atividade, programa de tv, testemunho, etc, etc. Ou seja todas as coisas absolutamente temporais e culturais que se relacionam ou se relacionaram, de certo modo à fé evangélica,  todas elas são passíveis de temporariedade. Só o Senhor Jesus é eterno.

Por isso nenhum escândalo, nenhuma controvércia, nenhum modismo, nenhuma escola teológica, nada me tirará o que eu tenho que é, em última análise, guardar a minha fé no Senhor. Se puder ajudá-lo espiritualmente na sua fé, sugiro apenas  que faça o mesmo. Fuja do que é secundário e reafirme a cada dia o seu amor ao Senhor em primeiro lugar. Como Pedro, reafirmemos a Ele, ao Senhor, o excencial: "Senhor, Tu sabes todas as cosias, Tu sabes que eu Te amo". Amém.

Por Helvecio S. Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos