COME TO ME

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

O EVANGELHO DE JOÃO


* Capa do DVD do filme " O Evangelho Segundo João"

João 14:8
Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.











Os evangelhos foram livros especialmente escritos como registros dos principais fatos relacionados ao nascimento, vida, morte e ressureição de Jesus. Cada um deles maravilhosamente escrito de forma que o público destinatário pudesse entender e receber demaneira mais eficiente a sua mensagem. Mateius destinado aos Israelitas, Marcos aos Romanos, Lucas para os Gregos,  e João aos gentios. O evangelho de João é considerado como o que apresenta uma diferença impostante em relação aos evangelhos Sinóptcos *. No evangelho de João  há a menção de pelo menos três Páscoas ( João 2:13; 6:4; 13:1 ) enquanto os Sinóptcos registram um cada um deles. O nascimento de Jesus, o batismo, a transfiguração, o exorcismo de demônios, a agonia no Getsêmane, a última ceia, o discurso no Monte das Oliveiras. Se tivéssemos apenas o evangelho de João esses importantes eventos não seriam jamais conhecidos. Tal fato não devem ser tomados como uma disconfiança com relação aos outros evangelhos ou com relação ao próprio evangelho de João. Comprovam apenas quu o escritos, como os demais, mesmo sendo verdadeiro, escolhe os fatos que corroborem teológicamente para a sua mensagem e a quem ela é destinada. Uma análise mais completa daria um prato cheio para discussões teológicas acirradas. Dai para termos mairo número de relatos e informações é reconhecida a necessidade de ler e estudar os quatro relatos que ora se cconfirmam, ora se completam.

Uma conclusão necessária e igualmente óbvia é que não é necessária uma completude de informações para que o evangelho seja comunicado mas aquilo que cada grupo de pessoas irá absorver e que informações elegidas cooperarão para a fé do novo crente. Vale lembrar que a Bílbia completa é um luxo e uma benção que dispomos em apenas alguns lugares do mundo e que msmo a época da igreja primitiva o acesso as escrituras não eram taão possível. Um geração de crentes creu pelo testemunho direto dos apóstolos, discípulos e discípulos de discípulos.

O estilo literário dos evangelhos sinópticos predominate é o das parábolas, ensino brves fácilmente assimiláveis e lembrados. No evangelho de João a predominância é a de longos discursos entremeados de declarações de carárter incisivo. Pode-se pensar que João reproduza commais propriedade o estilo e fala do poróprio Senhor Jesus. Ou seja o discurso de João é o aprendido como próprio Senhor Jesus. Se quizer ouvir Jesus falando diante de si, leia o evangelho de João e imagine-o. O fato é que temas destacados nos demais evangelhos não o são destacados no evangelho de João. Os temas destacados no evangelho de João não são tem a mesma apresentação óbvia nos demais evangelhos. 

Os elementos mencionados são um prato para análises teológicas acadêmicas mas que importância trazem para o leitor e o crente comum? Relacionemos alguns deles:

João não menciona o arrependimento:

O Reino de Deus ( algo mencionado em uma postagem minha anterior ) é um tema central nos evangelhos Sinópticos, quase não é registrado nos ensinos do próprio Senhor Jesus ( João 3:3,5; 18:36 )


A mensagem da vida eterna é o centro do evangelho de João embora apareça umas poucas vezes nos Sinópticose sempre como uma benção escatológica * futura ( Marcos 9:43, 45 e Mat &:14; 25:46 ) enquanto no evangelho de João  a vida eterna é uma benção presente  e já realizada ( João 3:36).

Outras diferenças podem ser  mencionadas em estudos mais aprofundados. Há portanto diferenças em ênfazes teológicas específicas. Nos sinópticos* ( Mateus, Marcos e Lucas ) há um dualismo temporal entre duas eras, o presetne e o futuro  ( Marcos 10:15 e Mateus 7:21 ). No evangelho de João o dualismo não é entre o presente e o futuro mas entre o que está acima e o que está embaixo, entre céu e terra, a esfera de Deus e a esfera do mundo ( João 8:23; João 3:12, 123, 31; 6;33. 62 ). "Kosmos" ( mundo) é uma palavra muito usada pelo evangelista São João, palavra que aparece muito poucas vezes nos Sinópticos. Em João designa a esfera de poder dos homens e os afazeres, ocupações dos homens. Em João 18:36, Jesus declara que o seu poder, a fonte de seu poder nãoderiva do mundo inferior, do mundo dos homens,mas do mundo de Deus.

Outro contraste é entre luz e trevas, além de acima e embaixo, do céu e da terra ( João 1:5 ;  1:9 ; 3:19 ;  12:46 ;8:12 ). Há ainda  o contraste entre Carne e Espírito embora menos frequente é mais um dualismo importante apresentado no evangelho de João ( 1:13, 3:6 ).  

Que lições poderíamos tirar dessa breve análise? Uma lição possível é a que o evangelho pregado deve apontar para a Pessoa de Jesus Cristo, embora eventualmente ressalte um ou mais aspectos da "grande notícia" que a  Salvação propiciada por Jesus Cristo à humanidade.  Hoje também o mesmo acontece. Há limites em uma eventual pregação feita a outras pessoas que é exatamente não abrir mão de apontar a pessoa de Jesus Cristo como o unigênito Filho de Deus e aquele que através de sua vida, morte e ressureição, redime o ser humano desde que ele, ser humano, creia  nessa verdade revelada e a confesse.

Há mistérios, detalhes que por algum motivo não são tão claros, e portanto constituem fontes de debates intensos, mas que porém  não interferem diretamente na reconciliação com Deus e da redenção única e exclusiva através da fé em Cristo.

Não se deve desprezar elementos únicos encontráveis no evangelho de João como  a revelação da pessoa divina de Jesus como " o logos", sem paralelo em nenhuma cultura ou filosofia mesmo na grega ou ainda na judáica. A revelação da preexistência de Jesus como "Logos" referente ao encontrado em Gênesis 1: 2, embora o "Logos" de João ultrapassa Gênesis 1:1. João joga uma luz ligeiramente diferente sobre a deidade de Jesus, luz essa sob certo aspecto considero irrelevante,  para o crente, pois tbaseia-se em boa parte a detalhes linguísticos do grego usado no texto do evangelho embora seja , tal implicação, corroborada em outros textos da Escritura. Na mente do crente pode parecer mais cionfuso do que claro. O Logos estava com ( pros ) Deus, e o verbo era Deus ( theos ên ho logos ). O Verbo, a Palavra, o Logos, era a deidade, mas não idêntico à deidade. O artigo definido é usado somente no vocábulo logos e dessa forma João declara que tudo o que o Verbo é, Deus é; mas ele implica em que Deus é mais do que o Verbo. Talvez signifique que Deus,o Pai, é maior que o Logos encarnado o que corrobora  o registro da fala de Jesus em Marcos 13:32 Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai. João afirma que também que o Logos foi o agente da criação como Paulo afirma "que todas as coisas procedem de (ek) Deus através (dia) de Cristo ( I Coríntios 8:6 e Colossenses 1:16 ). A afirmação seguinte é que o Verbo (  o Logos ) "se fez carne" ( João 1:14). João enfatiza que o próprio Deus, no Logos ( no Verbo ), que entrou na história, como um homem real, tão real como cada um de nós. A palavra grega eskenõsen, ( habitou ) ou tarbenaculou, é uma alusão metafórica únicamente bíblica para indicar a própria presença de Deus consco.Além disso o "Logos" revela a nós , seres humanos, à humanidade a vida ( João 1:40, a luz ( João 1:4,5 ), a graça ( João 1:14 ) e até o próprio Deus. ( João 1:18 ).

A expressão "Filho do Homem" é usada somente pelo próprio Jesus e nunca aplicada a Ele nem por parte dos discípulos quer por parte do povo. João enfatiza  a realidade da humankdade, da caarne de Jesus como em João 6:51.

Concluindo essas breves reflexões, as quais fiz baseadas em informações disponíveis em várias teologias do Novo Testamento e publicações que analizam livro por livro do mesmo e disponíveis a todas as pessoas cristãs ou não e que fazem parte do conteúdo teológico existente. Vale lembrar que a experiência pessoal de aceitação, da confissão de Jesus como Salvador e da sua obra redendora revelada e testemunhada nos evangelhos, antecede o conhecimento extra ainda que teológico, que pode gerar dúvidas e controvérsias, desvioando o foco da fé pura e simples para detalhes que podem apenas refletir detalhes menos importantes pela dificuldade do entendimento real deles. Issonãosignifica que uma fé  que não seja minimamente baseada no que é revelado nas Escrituras. Por minha experiência e pela própria observação de como pessoas diferentes reagem à  experiência cristã   baseada em um a fé simples ou em conhecimentos teológicos aprofundados, raras exceções, a fé teológica pura e simples produz uma vida cristã cuja marca seja um sinal da intervenção divinas. A minha contribuição  fazendo essas reflexões ainda  que resumidas, é afirmar que  a teologia sendo importante, é uma ferramenta que deve ser usada com adequação pois sua aplicação indiscriminada gera mais dúvidas que exclarecimentos substanciais a fé. Em uma próxima postagem pretendo fazer uma análise apropriada entre fé e conhecimento a qual acho, crfeio de extrema propriedade. Relação estabelecida inclusive no próprio Evangelho segundo João.

por Helvecio S. Pereira

COMENTE ESSE "POST'


Os exegetas chamam evangelhos sinópticos aos de MateusMarcos e Lucas; desde que a exegese começou a ser aplicada à Bíblia ainda no século XVIII que os especialistas se aperceberam que, dos quatro evangelhos, os três primeiros apresentavam grandes semelhanças em si, de tal forma que se colocados em três grelhas paralelas - donde vem o nome sinóptico, do grego συν, "syn" («junto») e οψις, "opsis" («ver») -, os assuntos neles abordados correspondiam quase inteiramente. Por parecer que quase teriam ido beber as suas informações a uma mesma fonte, como os primeiros grandes exegetas eram alemães, designaram essa fonte por Q, abreviatura de Quelle, que significa precisamente «fonte» em alemão.
Os evangelhos sinóticos estão relacionados um com o outro segundo o seguinte esquema: se o conteúdo de cada evangelho é indexado em 100, então quando se compara esse resultado se obtém: Marcos tem 7 peculiaridades e 93 coincidências. Mateus tem 42 peculiaridades e 58 coincidências. Lucas tem 59 peculiaridades e 41 coincidências. Isso é, 13/14 (treze quatorze avos) de Marcos, 4/7 de Mateus e 2/5 de Lucas descrevem os mesmos eventos em linguagem similar.
O estilo de Lucas é mais polido do que o de Mateus e Marcos, com menos hebraismos. Lucas utiliza algumas palavras latinas (q.v. Lucas 7,41; 8,30; 11,33; 12,6 e 19,20), mas nada de termos em aramaico ou hebraico, exceto sikera, uma bebida estimulante da natureza do vinho, mas não processada de uvas (do hebraico shakar, "ele está intoxicado", Levítico 10,9), provavelmente vinho de palmeira. Esse Evangelho contém 28 referências distintas ao Antigo Testamento.
Quanto ao quarto evangelho, o de João, relata a história de Jesus de um modo substancialmente diferente, pelo que não se enquadra nos sinópticos.
Enquanto que os evangelhos sinópticos apresentam Jesus como uma personagem humana destacando-se dos comuns pelas suas acções milagrosas, já o Evangelho de João descreve um Jesus como um Messias com um carácter divino, que traz a redenção absoluta ao mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos