SANDI PATTY LOVE IN ANY LANGUAGE

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

ATUALIZADO!!! A TEOLOGIA, O DOGMA, A DOUTRINA E A OPINIÃO

Para aqueles que eventualmente acompanham minhas postagens ou dão de cara com uma delas, pode parecer que sou um cristão anti-teologia e anti teólogos, o que não sou. A teologia tem o seu lugar, importância, faz diferença na organização da genuina fé cristã, o que não descarta o seu mau uso, a limitação imposta ao crescimento do crente e até a mais sutíl cegueira espiritual, mesmo para o cristão.

Embora, rapidamente, gostaria de fazer uma reflexão acerca do DOGMA, da DOUTRINA e da OPINIÃO ou simples posicionamento.

Primeiramente DOGMA se refere a questões mais cruciais relativas a fé cristã. Eis alguns exemplos:

Maria como co-redentora, mediadora para a teologia católica é um dogma. Jesus Cristo como um deus com "d" minúsculo para as Testemunhas de Jeová, é um dogma. Alá, o Deus do Islã, é o mesmo Deus do Judaísmo e do Cristianismo, mas o fato de não ser trino, a impossibilidade de ter um Filho, com "F" maiúsculo como é Jesus Cristo o Filho de Deus, é um dogma. 


As pessoas ao se filiarem a uma igreja cristã deveriam conhecer o seus dogmas, o que geralmente, na grande maioria dos casos são coincidentes principalmente acerca de Deus, de Jesus Cristo, do Espírito Santo. Geralmente jamais o fazemos, poucas pessoas tem acesso a confissão de fé de sua igreja, mas é um documento integrante da sua organização legal, e como que é ela, denominação ou igreja registradas.


Doutrina muitas vezes confundida com "usos e costumes" não tem nada a ver com  a permissão para se usar determiandas roupas, barba ou corte de cabelo. Doutrina tem a ver com a escatologia por exemplo. Em tese pastores e membros de uma denominação podem divergir legítimamente na doutrina. Alguns são pré-milenistas e outros pós milenistas, embora estas questões sejam na prática absolutamente irrelevantes no dia a dia para a maioria dos membros de igrejas que não se dão a esses embates doutrinários.

Fazem parte da doutrina ainda, questões como predestinação, livre-arbítreo, sacramentos ( batismo e casamento ) e ordenanças ( ceia do Senhor , Lava-pés, etc.) . Outras como dons e fenômenos carismáticos, incluindo profecias e curas divinas fazem parte da categoria de opiniões embora em algumas igrejas pentecostais assumam posição de doutrina. Nos Estados Unidos há uma denominação, talvez mais de uma sem dogmas e nem doutrinas que além de ser perigoso, um espaço sem limites, na prática transforma a OPINIÃO em um DOGMA praticamente.

A Trindade é uma doutrina indiretamente exposta em toda a Bíblia, sem contudo haver, nas Escrituras tal denominação. Da mesma forma o livre-arbítreo, cuja expressão também não aparece em nenhum lugar das Escrituras. Dessa forma os conceitos de Trindade e livre-arbítreo constituem em um exemplo de resultado de reflexão teológica sob todo co conjunto da obra, de tudo o que a Bíblia traz através de seus relatos factuais. Dessa forma também os modelos teológicos não são a realidade mas correspondem a realidade e nos ajudam, pelo menos em parte a compreendê-las. Chamamos isso de tarefa construtiva da teologia.

Ao debaterem sobre qualquer assunto dentro da esfera e experiência cristãs, deve-se antes, localizar a categoria que essas diferenças se referem para não incorrer-se no risco de tornar relevante o que pertence a uma categoria mais abaixo, embora necessária na prática.

Existiram dois momentos de progresso teológico absolutamente relevantes na história do cristianismo: durante as décadas de consolidação da igreja primitiva e mil e quatrocentos anos depois, na reforma protestante. A teologia progride, mas muito lentamente, com idas e vindas, com afirmação de erros já cometidos e com a afirmação de supostas novidades nem tão novas. Destaca-se nesse contexto a questão do sofrimento de Deus, no uma doutrina mas um dogma. Durante dois mil anos cristãos acharam impossível e blasfemo, o fato da possibilidade de Deus sofrer ( teologicamente ). Hoje teologicamente há dentro do cristianismo, uma parada para exame, no fato concreto de Deus, realmente sofrer com o sofrimento do homem, seja por desastres naturais, guerras, doenças e outras calamidades.

Cristãos reformados, embora herdeiros da reforma sejamos todos nós os evangélicos, diferindo no campo da doutrina, na maioria das vezes e da opinião, até o grande reformador Martinho Lutero e  João Calvino, não admitiam a possibilidade de Deus sofrer ( não amar ), de sentir a nossa dor, medo e todo tipo de sofrimento. Essa é uma posição mais ou menos recente pós segunda guerra. Católicos e protestantes constituíram sempre um grande grupo de cristãos  resignados que até viam com bons olhos o sofrimento. Hoje como resultado de que Deus se importa com o seu bem estar ou mal estar, temos, ora defendida apaixonadamente, ora combatida ferozmente, a chamada  teologia da prosperidade, que mais apropriadamente deveria ser categorizada como "doutrina da prosperidade"  e não teologia. Se Deus sofre com a sua fome, desemprego, condição de vida não condizente com a desejável para um ser humano, esse mesmo Deus pode agir em favor desse ser humano humilhado e considerado como nada nesse mundo. Seria o caso e o exemplo de uma opinião, uma visão particular da realidade mas que não a muda de fato, muda a nossa forma de vê-la. Note que é um posicionamento mais profundo do que realmente aparece e cuja contextualização aparentemente estranha não o é. Mas esse é um outro assunto.

A minha contribuição resumida , a qual espero seja útil , refere-se apenas a categorização, lembrando que a unanimidade de compreensão, a unanimidade teológica é improvável no contexto atual e nem seria de fato útil, pois qual delas prevaleceriam, em termos de Teologia, de Doutrina ou de simples Opinião?. De fato durante os últimos quinhentos anos a possibilidade de multiplicarem-se as opiniões sobre várias questões do próprio cristianismo se multiplicaram infinitas vezes. Na prática é possivel que algum crente mais inclinado a essas questões se ocupe sobremaneira com as mesmas, mas o simples interesse por elas, e até a paixão por alguma delas, não substituem a única coisa que consiste a vida cristã: a comunhão com Deus.

Afinal posso falar do presidente Lula ou o presidente Obama, e nunca tê-lo visto na vida e tão pouco ele a mim, e eles nem saibam que eu exista. Deus é a mesma coisa. Pode-se falar sobre Ele, discutir questões concernentes a Ele, sem conhecê-lo, e pior sem ser por Ele conhecido. Tal comunhão não se realiza sem o recurso da oração pessoal, sem a leitura da Sua Palavra, no sentido e ouví-Lo de fato a falar conosco. Não nos esqueçamos disso.

Por Helvécio S. Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos