COME TO ME

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

QUE IGREJA ESCOLHER OU A QUE IGREJA ME LIGAR OU SER MEMBRO?

Algumas coisas preocupam-me no universo cristão-evangélico. Uma delas especialmente é o fato de algumas igrejas depreciarem outras e pessoas quase que elegerem uma igreja, uma denominação, uma doutrina mais ideal. Não que isso não seja quase que um processo natural e legítimo, não se trata disso. Preocupa-me as perdas advindas dessa atitude e dessa maneira de pensar.

Reitero que não é "errado", que não deva e não possa ser feito, mas que não é digamos sábio, que os fatos contradizem e negam o discurso ideal, formal, até transformado em documento oficial de uma denominação ou posição oficial de uma celebridade cristã, seja teólogo, pastor, pregador, escritor, etc. No meio disso muitas pessoas sem resposta e muitos que seguem suas próprias intuições contra tudo e contra todos. Há os que tornam atrás e se distanciam definitivamente da verdade.

Duas coisas a serem lembradas e quase sempre esquecidas: Deus, conforme declarado e expresso em Sua Palavra olha, vê o interior enquanto o homem vê e valoriza o exterior; a nossa impaciência só valoriza o que está diante de nós, aquilo que podemos de fato organizar, aceitar,rejeitar mentalmente, nos tornando incapazes de, diante de algo que escape a nossa idealização,possa ser julgado se procedente ou não sob bases divinas, sob o ponto de vista de Deus.

Outrossim não há igreja, denominação, mesmo dentro do universo protestante-evangélico totalmente irrepreensível, em toda a sua história e prática e ao mesmo tempo ativa, que abale o mundo nas suas convicções e influências mais decisivas. Não há quem faça todas coisas, que pregue o evangelho a todas as pessoas e de forma plena, costumes, liturgias, organização, limitam ou impulsionam a sua respectivas práticas.

As aspirações pessoais, a capacidade de cada pessoa realizar coisas, difere de indivíduos para indivíduos como por exemplo, de alguém possa esperar "apenas" que constitua uma família em que cônjuges e filhos conheçam a Deus e permaneçam diante dele fielmente. Logo para essa pessoa uma igreja evangélica ideal será exatamente, pelo menos em certo tempo, a igreja local, a denominação que lhe dê as bases para "apenas" ( de fato não é pequena coisa, mas de alcance mais decisivo do que qualquer outra coisa cujos resultados demandarão duas três décadas ). Outras pessoas necessitam de mudanças radicais e imediatas por suas situações extremas como mendicância, prostituição, homossexualismo, crime, feitiçaria, tribos radicais, etc. A igreja do primeiro exemplo que muitas vezes provê condições para a concretização de um lar comum cujos fundamentos sejam o critianismo puritano não seja a que atenda as últimas situações descritas.

Eu conheci a Cristo em uma igreja batista renovada cuja liturgia, à época não diferia muito da liturgia da igreja batista tradicional. Os hinos do cantor cristão, alguns corinhos, etc. Os cultos de domingo de manhã com mensagens destinadas ao crente e a noite ao evangelismo, estudos bíblicos as quintas a noite e uma reunião às segundas-feiras, o "culto de poder" para busca de uma experiência mais além com Deus ( batismo no Espírito Santo, orações por curas, etc. ). Havia a reunião de jovens aos domingos 18:30h, as quais poucas vezes fui, de fato eu tinha dezessete anos, mas não gostava da convivência com jovens da minha idade, preferia as pessoas mais velhas. Isso foi fundamental para dar-me os fundamentos de uma fé que atravessaria as próximas três décadas com todos os seus desafios. 

Desde cedo visitava outras denominações e as vezes me chocava com as diferenças de prática, que naquele tempo não eram tão grandes, de cujas visitas restou o aprendizado de que Deus fazia e operava de forma diferente em lugares diferentes, mas essa operação era real, mudando vidas, curando, alegrando, transformando de muitas maneiras, cada pessoa que se achegava a Cristo. Aprendi a concentrar minha atenção no que Deus fazia, e menos no que cada igreja não fazia ou fazia de forma diferente. Dessa forma a aparência, a liturgia, a forma da reunião, embora preferisse mais uma do que  outras, nunca foi o elemento realmente importante. A igreja, a denominação, o pastor, o pregador, eram apenas meio e não um fim em si mesmos.

Até hoje não me importa em absoluto para qual igreja a pessoa se dirige, fazendo de fato pouquíssimas restrições, que hoje se fazem obviamente necessárias. Os motivos são dois: não é problema meu mas de Deus, essa prerrogativa de "Guiar-nos em todas as coisas" é exclusiva e totalmente suficiente dEle; em segundo lugar reconheço a nossa incapacidade de julgar e interferir da melhor forma a não ser se Deus mesmo não nos mover para isso. Se alguém me disser que se decidiu a unir-se a uma igreja de confissão calvinista ( algumas batistas ou presbiterianas ) não entro em demanda sobre Calvino, predestinação, eleição e demais detalhes. Isso é irrelevante diante da única experiência que nos faz filhos de Deus, o novo nascimento. Não é o calvinismo ou algo que não seja calvinismo, que nos faz filhos de Deus. Da mesma forma nenhuma denominação em particular não nos faz mais próximos de Deus. Na prática há pregadores melhores, cultos e reuniões extremamente mais agradáveis, denominações quase que inrrepreensíveis do ponto de vista humano, seja histórico, relacional, visível à sociedade secular, mas nada disso tem valor diante de Deus no que se refere a igreja como igreja espiritual. Porém nem mesmo isso é garantia de nada, pode ser no máximo fator positivo para uma e outra pessoa.

A minha vida cristã não é melhor do que a vida cristã  de ninguém, nem faço questão disso. Não estou em uma disputa ou concurso por melhor cristão. As minhas reflexões não se baseiam em quem saiba mais, por decorrência natural de tantos anos de crente ou de pertencer a denominação "x" mais aceita e conhecida. Eu mesmo já estive muitas vezes mais mal do que bem, sem contudo jamais negar a eficácia e a verdade da Palavra de Deus, afinal para onde iria se "só Tu tens as palavras de vida eterna"? Contido às experiências positivas a minha volta, me fazem uma testemunha das grandes coisas que Deus tem me feito, e feito também  a tantas pessoas. 

Lembro-me entre tantas experiências, de um pastor que ao visitar-nos na casa em que morávamos ( ele foi lá para orar por nós ) andou por cada cômodo da casa, ungindo as paredes com óleo ( azeite de oliva dos mais baratos claro ) e orando e falando em línguas e em dado momento dissera que "Deus nos tiraria dali e nos levaria para bem longe"..."vocês não ficarão mais aqui diz o Senhor" . Para encurtar a história, omitindo os detalhes que são muitos, tudo se cumpriu, toda palavra dita naquele dia. E quem era o pastor profeta? Alguém que humanamente tinha a vida pouco ou nada recomendável teologicamente, pela sua falta de instrução, pela sua igrejinha fundada por ele mesmo, pentecostal que nem me lembro o nome. A igreja dele talvez não servisse para sustentar espiriritualmente nenhuma família sequer. Nenhum doutor, médico, engenheiro, advogado ou pessoa mais instruída, suportaria nenhum de seus sermões, suas pregações, seus "estudos bíblicos" mas por experiência sei que muitos dos doutores nisso e naquilo, com mestrado e doutorado nisso ou naquilo, e empregados em  grandes denominações legitimamente respeitáveis ( claro que há excessões ) não tem nada de sobrenatural a apresentar, vazios de poder ( haverá algo pior a alguém que  diga de si mesmo ser um ministro do que  não ter nada a apresentar da parte de Deus sobrenaturalmente ), são cegos guiando outros cegos, mesmo de posse da verdade em suas mãos e nas suas mentes. Acho que você me entende ( espero ).

Em outra ocasião, depois de curada milagrosamente, formada em dois cursos superiores, desempregada por não ter se posicionado a favor de uma situação injusta na escola em que dava aulas,despedida injustamente, deprimida, sem ajuda espiritual de colegas pastores que mais disputavam por ciúme de  sua influência ( essa é uma longa história também ) ela foi visitar a única igreja em que não se pergunta de onde você veio e quem você é, o que tem, cujos pastores ou "pastores" para alguns, não bajulam nem quem é mais culto do que eles, e nem desprezam os que são claramente mais simples, improváveis de serem membros de uma igreja. No caso foi uma das igrejas Universal do Reino de Deus  ( não vou deixar de dizer os fatos só para agradar a opinião de qualquer um de meus leitores, desculpem a franqueza. Hoje nas igrejas correta-se os fartos de testemunhos para não melindrar os ouvintes e fazer propaganda de outra denominação. Algo lastimável! ). Como eu gastava  quase os três períodos do dia em trabalhar dando aulas em até três escolas, todas muito distantes uma das outras, aliás bem distantes, pelas manhãs, as vezes a tarde ou a noite, ela ia a igreja para não se afundar na depressão a uns oito quarteirões lá de casa, ( crente também fica deprimido lembra de Jeremias, Jonas? ) e fazia as campanhas, os votos, dando três reais, um real, e algumas vezes o pastor nos visitou e orou por nós e nada mais, insistindo apenas em crer na fidelidade de Deus acima de tudo. Nada de discipulado, estudos bíblicos, doutrina, cafezinho, piada, bate-papo, só oração, nenhuma exigência de filiação e membrezia à igreja, cobranças, etc. Aliás sempre se recusou a tomar café e até beber uma copo de  água sequer ( eles tem certas recomendações ). Resultado: toda aquela situação foi revertida e hoje lhes somos muito gratos pelo que nos proporcionou. Estou defendendo todas as usas práticas e ações, assinado embaixo? Não. Não sou juiz da IURD, nem de de qualquer outra igreja ou denominação. Estou tentando dizer com fatos, que as coisas vão muito além disso. Todos somos os pés, as mãos, a mente de Cristo sobre a terra, significando que o que Jesus faria às pessoas, o fará somente através de nós, pessoas reais e visíveis às pessoas que o conhecem ou não O conhecem nesse mundo. Muitas vezes, por uma série de fatores, somos membros ( mãos, pés, boca, mente ) não de Cristo, mas de nós mesmos, de uma denominação, de uma doutrina particular e não de Deus. Essas nos impõem uma série de limitações e nos tornamos incapazes ( por elas ) de fazer a plena vontade de Deus,  e de sermos guiados por Ele e úteis às pessoas segundo o foco único, e o ponto de vista dEle, de Deus.

Traduzamos isso em termos práticos: todos precisam de conhecer a Jesus Cristo para serem salvos, logo a salvação é a parte mais importante do evangelho, mas não a única. Um doente certamente desejará e precisará ser curado, como e para que ir ou se unir em uma igreja que na prática não crê em milagres? Pois há igrejas evangélicas que não crêem em milagres hoje, negam lhes a eficácia seja escatológicamente seja pela desvalorização dos sinais. Há igrejas que nunca houve ( e se ouve rs...rs...rs... ) um testemunho de cura miraculosa...repito nunca! O doente deve reunir-se a tal igreja? nunca, definitivamente não. Há igrejas que não têm nenhum ex-bandido, ninguém que tenha sido arrancado do mundo da criminalidade. Nenhum em décadas, muitas décadas. Há igrejas que não há nenhuma manifestação sobrenatural...nenhuma! Porque em princípio não se crê em nada do que está lá em todas as Bíblias referente a esse assunto.

Há igrejas onde os pobres permanecem pobres e os ricos permanecem ricos ( as vezes sempre mais ricos e sem benção só pela circunstâncias naturais que os outros (  os pobres ) não tiveram sorte de ter: herança e estudo. Há igrejas que só há ricos e há igrejas que só há pobres, sem nenhuma perspectiva de mudança de situação econômico-social na sociedade e que para se desculparem se opõem a chamada teologia da prosperidade para fugir ao dever que tinham de orientarem convenientemente os seus membros com relação as promessas bíblicas de benção material. Há igrejas cuja relação jovens e pessoas mais velhas é a de jovens restritos aos filhos e netos dos membros históricos. A razão, muitas vezes, é uma ênfase nas tradições denominacionais, dando pouca ou nenhuma margem a adaptações culturais.

Há um casal de queridos amigos e irmãos, de quem fui padrinho de casamento há muitos e muitos anos. Ela, bastante jovem, de uma igreja pentecostal que já teve, durante certo período expressivo crescimento, a Igreja Metodista Wesleyana ele de uma Igreja Presbiteriana Tradicional. Finalmente se casaram, ainda bem jovens, e se tornaram membros da família do marido. Os filhos nascidos do casamento dos dois foram criados na Igreja Presbiteriana e todos, incluindo os primeiros netos, permanecem firmes e ativos na igreja. Ao invés de duas famílias ficarem brigando para provar quem está mais certo ou até totalmente certo, todos convivem em ótima harmonia, incluindo pastores e membros das duas denominações nas quais as famílias dos cônjuges ( cunhados, primos, tios ) se dividem como membros. O objetivo desse casal era constituir um lar sob bases cristãs e bíblicas, a questão denominacional foi relevada ao seu lugar mais correto nas suas vidas.

Contrariamente ao que muitos supõem, o primeiro objetivo de um homem ou mulher jovem ao se converter é ter um lar e claro, um cônjuge do sexo oposto que seja convertido, nascido de novo  e assim constituir uma nova família que conheça a Palavra de Deus e o próprio Deus. Muitos querem ser cantores, pregadores, missionários, escritores, isso e aquilo. Não. A primeira coisa é ter um lar diante de Deus. Se você for um cristão de vida recomendável e nunca constituir um lar falhou no que deveria preceder a todas as demais coisas.  E não adianta achar que vai conseguir abstinência sexual eternamente. Portanto casar-se e ter filhos que se constituam herança do Senhor é realmente a vontade de Deus. Portanto sob, esse aspecto, para os jovens, uma igreja que não atrapalhe a concretização de se objetivo é de suma importância. Nesse quesito cabe uma palavra específica às irmãs, às mulheres jovens. 

As mulheres diferem, em princípio de nós os homens. Dificilmente uma mulher definitivamente feminina, com certa formosura, escapará ilesa sem que apareça um homem bem ou mal intencionado, seja no mundo ou na própria igreja sem se interessar por ela. Podemos dizer que o romance, a maternidade e o sexo são elementos fatídicos no destino feminino e quase sempre de difícil acomodação. A mulher fora da igreja e de uma boa igreja, em que haja uma boa probabilidade de encontrar um parceiro para a construção de um lar efetivamente diante de Deus é de suma importância. Em princípio é melhor a mulher jovem, viúva, ou divorciada escolher uma igreja que lhe propicie um ambiente em que possa conhecer o homem que aprovado por Deus possa forma com ela um lar ou até um novo lar. Ficar fora da igreja é deixar-se, como mulher, a ser  levada por alguém do mundo e aí as consequências sexuais e relacionais podem ser muitas vezes terríveis ainda acrescida a realidade de submissão ao parceiro masculino ainda mais sendo ímpio, blasfemo e zombador e incrédulo. A moda e os costumes são uma imposição as vezes injusta e mal definida em muitas igrejas e aí vale nem tanto ao céu, nem tanto a terra, espero que me entendam o que estou dizendo.

Evangelismo: você já crê, já é salvo e salva, mas levar parentes e amigos ao evangelho pode ser as vezes um fardo pesado ou impossível de ser  carregado, se considerar-se somente a sua igreja como referência única. O ideal seria levara as pessoas a compreenderem que o evangelho vai além, bem além das questões culturais-denominacionais. Para questões de casamento, maior possibilidade de evangelismo, as vezes é necessário no devido tempo mudar-se de igreja ( denominação). Sansão, aparentemente não encontrou na sua tribo nenhuma mulher tão formosa como dentre os filisteus com outra cultura e portanto outro comportamento feminino. Sejamos realistas, não mudou nada não sei se mais entre os homens ou entre as mulheres. Contudo mulheres e rapazes de determinado perfil de igrejas são mais observados por uns e por outros. São coisas nada espirituais mas quem têm influência direta no tipo de objetivos espirituais relacionados a um lar e família a serem constituídos no futuro tem peso.

Relação nível cultural, de educação acadêmica. Quase sempre pessoas com maior capacidade intelectual por formação acadêmica ou profissional, exigem das pregações, educação religiosa um nível mais aprofundado de informações. Isso é normal e natural. Obviamente é natural e razoável pessoas assim se reunirem em igrejas em que boa parcela de seus membros se marterialize em uma situação campatitibilizante com o perfil dessas pessoas. O contrário também é verdade, pessoas mais simples podem se contentar com um tipo de reunião mais simples e com descrições mais facilmente compreendido.

Diferenças culturais são determinantes no tipo de igreja e nas ações nos mais diversos lugares. Dessa maneira
John Piper e os demais neocalvinistas no sul dos EstadosUnidos, país ainda rico e de perfil diferente de muitas regiões brasileiras, tem uma ação diferente dos neopentecostais que pregam suas mensagens no Brasil em países latinos e na África. A diferença não é na qualidade teológica mas de necessidades específicas desse perfil de não alcançados. Enquanto os neocalvinistas oferecem programas de dieta e perda de peso aos seus milhares de membros hiperalimentados, os neopenteostais da IURD ( e outros ) pregam a mudança de status social via situação econômica. Numa análise mais profunda ambos pregam a salvação pela graça e únicamente através de Jesus Cristo.

Preferências doutrinárias não são como se supõe, muitas das vezes, por uma busca de uma verdade mais refinada, mas por uma satisfação pessoal, um sentimento de maior conhecimento que obviamente descaracterizam os demais que pensam de outra forma ou com base, digamos mais frágil de ser sustentada. Trata-se de algo legitimamente humano. Ninguém quer saber menos, conhecer menos, estar menos correto em algum assunto, estar justamente na posição mais errada. Esquece-se contudo de um dado importante: não é o quanto conhecemos que nos aproximam de Deus, de fato bíblicamente quanto mais sabemos ( segundo as Escrituras ) mais responsabilidade e mais frutos concretos deveríamos produzir. Logo recomenda-se conhecer aquilo que se consegue colocar em prática, e aí vai-se crescendo paulatinamente na vida cristã. Fé sem obras ( frutos ) de nada vale, é morta, segundo as mesmas Escrituras.

Uma orientação também pratica: aquela igreja que lhe anunciou o evangelho, que lhe proporcionou a primeira experiência deve ser a que em princípio você frequente e tenha as primeiras e decisivas experiências e se for o caso no devido tempo a mudança acontecerá segundo a direção de Deus e as suas necessidades e possibilidades. Se o seu encontro com Deus for real, Aquele que começou a boa obra em sua vida a aperfeiçoará ate o último dia, diz a Bíblia. As condições  para isso podem estar nessa mesma igreja ou em igrejas diferentes, somente permaneça na presença e em comunhão com o Senhor. Submeta-se a sua direção ( de Deus ) e seja sobretudo agradecido (a ), tudo o mais ele fará. Conheço muitas pessoas cuja caminhada começa em uma denominação, passa por outra, e estão servindo a Deus em uma outra mais plenamente. Isso entretanto é diferente daquele que muda de igreja tentando achar uma perfeita ou a seu gosto, mesmo por que se houvesse alguma assim, não seria segundo o ponto de vista de Deus.

No testemunho, no cumprimento do ide. Muitos cristãos sinceros erram quando não recomendam ou só recomendam alguma igreja ou denominação que segundo a sua ótica é a única alternativa. Há denominações e igrejas que já sacudiram o mundo com a sua mensagem mas atualmente estão em um verdadeiro estado de letargia espiritual. Há outras que possuem um respeito e respaldo histórico quase sem restrições e das quais se você disser que é membro as pessoas dizem facilmente  "que legal", "gosto muito dessa igreja". Há outras que são malditas, mal faladas, por razão do que o mundo pensa a respeito delas ou por seus próprios erros, evitáveis ou não. Igreja não é clube, agremiação esportiva, país, estado,cidade, bairro, comida típica dos quais podemos nos achar defendendo contra outros. Deve-se pregar o evangelho e não a igreja. Alguém precisa de cura: Jesus cura. Alguém precisa de uma nova vida em termos sociais, uma restauração, o Deus da Bíblia pode mudar todas as coisas pois para Ele todas as coisas são possíveis. Não oferecemos como testemunhas de Cristo uma outra igreja a católicos, uma outra religião a muçulmanos, a judeus, a budistas,etc.
A bem da verdade, do ponto de vista estritamente religioso ( e não é o caso ) muitas religiões são mais apaziguadoras e atrativas que o cristianismo ( como religião ) mas jamais poderão oferecer o que o verdadeiro evangelho de fato oferece e dá concretamente: a vida eterna e a total transformação de uma vida, sua história, frutos e tudo o mais.  Logo o que podemos e devemos anunciar às pessoas esta´acima de tudo isso.

Devemos dizer que elas devem ir a Deus e se o fizerem Deus operará sobrenaturalmente em suas vidas. Certamente alguém precisará orar para que sejam curadas, libertas de demônios, que arranjem emprego, que saiam da depressão, que encontre maridos ou esposas, que engravidem e tenham filhos, que voltem estudar, que descubram um objetivo na vida, que sejam transformadas em pessoas altruístas e ativas, sábias produtivas, espirituais mas normais, que saibam onde ir, o que fazer e que não andem mais em trevas, que conheçam e para Ele vivam , o único Deus verdadeiro. Tudo isso está bem acima,bem além do que em princípio detectamos e valorizamos, para nós mesmos e para os outros.

Em última instância, com todas as limitações e problemas, a igreja é o lugar onde se aprende a orar. Em umas mais  e em outras menos, mas trata-se sempre de um aprendizado. Não cristianismo sem oração, sem falar-se com Deus, sem buscá-Lo, sem se humilhar diante dEle. Você normalmente não fará isso em um campo de futebol,em uma boate, barzinho, show, etc. Portanto é na igreja. Não vá lá esperando um show musical apenas, uma bela e perfeita prédica, um estudo enciclopédico até  mesmo sobre as Escrituras. Vá para falar com Deus, para ouvir intimamente a Sua direção e lá Deus vai usar de uma pessoa para atender as sua necessidade , aquela apresentada na suas orações diante dEle. na igreja você poderá chorar, se derramara diante do Senhor. Se não deixarem por motivos de ordem ou estéticos de sua liturgia aí sim vá para outra. Afinal é algo entre você e Deus,falar, ser ouvido, se abrir diante dEle.

Finalmente ( acho ) igreja é lugar de testemunho, de falar das coisas que Deus particularmente faz a cada um de nós. Se na sua igreja ninguém pode falar de nada, testemunhar nada, escolha outra. Há igrejas   ( e não são poucas ) que só se pode falar o que convém ao que a liderança pensa, e isso não é de hoje e não se restringe a tradicionais ou pentecostais. Os fatos relacionados as várias vezes que Deus tocou em minha família estão acima do que qualquer denominação por sujeição doutrinária aceite ou não. Tenho em minha casa uma mulher miraculosamente curada, profecias cumpridas várias vezes, ditas por boca de pessoas diferentes em situações diferentes, já expulsei demônios ( digo isso porque há correntes teológico-doutrinárias que afirmam que demônios não podem entrar nas pessoas e que em nome de uma compreensão bíblica alguns crentes concordam com isso ) e conheço testemunhos maravilhosos com elementos estranhos a doutrinas e confissões particulares. 


As minhas experiências não serão jamais submetidas a tutela doutrinária particular de nenhum segmento. Falo por mim, por conhecer as igrejas, as lideranças, as posições doutrinárias e conhecer a minha própria experiência. Não se trata de promover uma insubordinação mas ao tratar esse assunto, quem sabe ajudar muitos a tomar a decisão certa, fazer a escolha certa, voltar à igreja de Jesus, pois não há outro lugar a se ir.  Tenho motivos para dizer o que digo, sem medo ou  sombra alguma de erro ou de excessos. Uma igreja sem testemunhos é uma igreja sem sinais e o erro não está exatamente no outro que proclama ter sinais na sua igreja, mas no que na sua igreja nada acontece, pois a Bíblia diz eu os sinais acompanham os que crêem.Então escolha uma igreja, permaneça em uma, com recomenda Paulo. Não sai da igreja por orgulho e presunção e não fique nela por submissão cega. Sirva ao Senhor e deixe-se guiar por Ele acima de tudo. Amém.

Deus te abençôe. Espero sinceramente que essas palavras ditas aqui, sejam benção para muitas pessoas que sofrem abatidas por dúvidas, angústias e até raiva por uma experiência anterior em alguma igreja. Se for o caso de reconciliação, vá hoje a uma igreja, a mais próxima de sua casa, e na hora do apêlo, vá e reconcilie-se com Cristo imediatamente, recomece do zero se for o caso, acerte-se com Deus, não deixe para amanhã. Amém.


Por Helvécio S. Pereira




BÍBLIA EM PDF: CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E ACESSE QUALQUER LIVRO DA BÍBLIA PODENDO IMPRIMÍ-LO OU LÊ-LO EM SEU NAVEGADOR DE UMA FORMA EXTREMAMENTE AGRADÁVEL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos