COME TO ME

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

CREMOS NELE MAS PERCEBEMOS O RUMO REAL DAS COISAS DE DEUS OU SEMPRE LIDAMOS COM NOSSOS PRESSUPOSTOS QUE PARECEM SER MAIS IMPORTANTES QUE OS PRÓXIMOS PASSOS DO SENHOR?

13
E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem?
14
E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas.

( Mateus 16:13 e 14 )

Leituras apressadas das Escrituras podem nos levar a compreensão simplória e errônea de determinados textos. Esse é um desses casos. A primeira vista entendemos que Jesus perguntava acerca de si mesmo, como na nossa língua portuguesa: "Quem dizem que "eu" seja  ( ou sou)?

Porém conforme demonstrado em outra postagem nesse mesmo blog ( O filho do Homem ), na língua grega essa construção era improvável linguísticamente e falar de si mesmo usando a expressão "filho do homem" incomum a ponto de não ser entendida pelas pessoas por não fazer parte de fala diária.

A resposta é portanto outra: Jesus perguntava aos seus discípulos quem os homens, as pessoas de sua época pensavam acerca  do Messias, o Filho do Homem predito pelos profetas, objeto da esperança segundo a fé dos Israelitas. Como não sabiam quem seria esse "Filho do homem" julgava ser um de seus heróis e profetas: João Batista que fora recentemente  decapitado; Elias que houvera sido arrebatado em uma carruagem de fogo e portanto não morrera; Jeremias e um ou outro dos profetas do Antigo Testamento.

Para dirrimir qualquer dúvida, que não era sobre si que o Senhor Jesus perguntara ( quem dizem que eu seja?) todos  sabiam que João Batista era uma pessoa e Jesus de Nazaré outra pessoa.

Continuando a gora Jesus questiona seus discípulos, agora sim perguntando-lhes sobre Si mesmo:

15
Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou?
16
E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.

( Mateus 16:15 e 16 ) 


Aparentemente não era propósito que as pessoas soubessem da natureza de seu ministério messiânico aquela altura dos acontecimentos. O propósito era , aparentemente de dar essa compreensão primeiramente aos discípulos e não as multidões.

As multidões eram por Ele ( o Senhor ) curadas e ensinadas e sinais e maravilhas e eram feitos diante de seus olhos e o amor de Deus demonstrado de forma real e presente diante deles, mas os segredos dos céus estariam sendo revelados paulatinamente aos discípulos primeiramente.

Prova disso está no capítulo seguinte  Mateus 17: 1 a 13 :


1
SEIS dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,
2
E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.
3
E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.
4
E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias.
5
E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o.
6
E os discípulos, ouvindo isto, caíram sobre os seus rostos, e tiveram grande medo.
7
E, aproximando-se Jesus, tocou-lhes, e disse: Levantai-vos, e não tenhais medo.
8
E, erguendo eles os olhos, ninguém viram senão unicamente a Jesus.
9
E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos.
10
E os seus discípulos o interrogaram, dizendo: Por que dizem então os escribas que é mister que Elias venha primeiro?
11
E Jesus, respondendo, disse-lhes: Em verdade Elias virá primeiro, e restaurará todas as coisas;
12
Mas digo-vos que Elias já veio, e não o conheceram, mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim farão eles também padecer o Filho do homem.
13
Então entenderam os discípulos que lhes falara de João o Batista

( Mateus 17:1 a 13 )


As revelações eram tão surpreendentes e contrariando as expectativas dos discípulos que eram todos judeus e israelitas conhecedores da fé judaica que mesmo o próprio Senhor lhes mostrando, ensinando e estando com eles, tinham certa dificuldade de assimilar todas as coisas ditas e mostradas pelo Senhor.

O texto a seguir torna-se mais surpreendente se o relacionamos com os fatos anteriores registrados e narrados  no final do capítulo 15 e início do 16 de Mateus:

14
E, quando chegaram à multidão, aproximou-se-lhe um homem, pondo-se de joelhos diante dele, e dizendo:
15
Senhor, tem misericórdia de meu filho, que é lunático e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo, e muitas vezes na água;
16
E trouxe-o aos teus discípulos; e não puderam curá-lo.
17
E Jesus, respondendo, disse: Ó geração incrédula e perversa! até quando estarei eu convosco, e até quando vos sofrerei? Trazeimo aqui.
18
E, repreendeu Jesus o demônio, que saiu dele, e desde aquela hora o menino sarou.
19
Então os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Por que não pudemos nós expulsá-lo?
20
E Jesus lhes disse: Por causa de vossa incredulidade; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.
21
Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.

( Mateus 16: 14- 21 )

Após a experiência única da transfiguração ao voltarem para o mundo mais real, para o meio das pessoas, para a obra determinada pelo Senhor  para que a fizessem, não a podem fazer e o homem do relato, pai de um filho endemoniado, vai diretamente ao Senhor e Lhe expõe o problema. 

Claro o Senhor expulsa o demônio e adverte os seus discípulos, que antes lhe inquirem, por que razão naquele caso, não puderam expulsar o demônio ( claramente a Bíblia registra que eles expulsavam demônios de muitas pessoas, não era o primeiro caso, não era uma iniciação para eles ).


Para nossa surpresa, e certamente o foi para eles, a razão era a incredulidade! 

Como? sabiam que Jesus era o Filho de Deus vivo ( conforme vimos no capítulo 15 ) e manifestavam incredulidade?

Sim frequentemente confundimos incrédulo com incredulidade. Eles não eram incrédulos, tinha a fé na pessoa de Jesus e o reconheciam como Deus e Filho do Deus vivo e mesmo assim eram incrédulos e a tal casta de demônios não os obedeciam quando mandados por eles ( pelos discípulos ) que deixassem os corpos das pessoas.

Os demônios percebem quando não cremos, semelhantemente as feras selvagens quando farejam o medo nas suas presas e até nos seres humanos.  

Outro motivo apontado por Jesus cheira a coisa antiga e ultrapassada para crentes nos dias de hoje: oração e jejum.

A diferença entre igrejas, denominações, teologias não é o que vemos exatamente e o que priorizamos. Nas nossas próprias vidas como crentes individuais é exatamente assim. 

Não importa se você pastor, membro de igreja, com cargo ou sem ele, reformado, renovado, pentecostal, neopentecostal, cujas igrejas sejam silenciosas ou barulhentas, com ou sem boa música, rica ou pobre. A diferença é se há em qualquer dessas igrejas crentes com fé ou crentes incrédulos, para fazerem, a verdadeira obra de Deus hoje, obra a ser realizada, como foram as obras feitas no passado, tanto pelo próprio Senhor Jesus, como por meio de seus discípulos.


Ou a Bíblia diz o que realmente diz, ou o texto é apenas moral e metafórico. Não há demônios, endemoniados, crentes incrédulos, e a oração e o jejum não passam de praticas purificadoras morais da mente e das toxinas devido a práticas alimentares errôneas e essas passagens não tem nada de sobrenaturais nelas, nem a transfiguração, nem os demônios e endemoniados, nada.

Pode ser difícil e duro admitir que o seu pastor ou o meu pastor é um homem incrédulo, com seu diploma, suas especializações, com décadas ou mais de ministério e como a sua denominação o vê. 

Ou eu mesmo, quando a minha fé é impotente, consiste apenas em uma bem arranjada retórica e só é eficiente,aparentemente, entre os meus pares. Diante do inimigo, Satanás e os seus demônios, ou eles ignoram ou zombam ( não sei o que é pior ).

Há uma fé para salvação e outra para fazer a obra de Deus. Uma fé que nos faz reconhecer a verdade, mas uma outra fé que nos fará andar sobre as águas. Vale a pena percorrer a Bíblia do Velho ao Novo Testamento e descobrir a sentido dada a fé em cada passagem, registro ou referência. Nota: não é o sentido genérico usado por nós hoje.

Por Helvécio S. Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos