COME TO ME

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

MOVIMENTOS NA IGREJA...O NOVO CALVINISMO COMPARADO AO VELHO CALVINISMO

Não faço uma defesa do Neocalvinismo, apenas nas últimas postagens tenho divulgado a sua presença no mundo e parte de suas manifestações mais visíveis. Creio que Deus desperta pessoas para que a sua Igreja seja avivada. Daí a tolice de ao  se tecer críticas a movimentos que aparecem no interior das igrejas trazendo mais e mais pessoas para o seu interior. A postura mais sábia é a de, semelhante a Gamaliel, esperar e ver os resultados que virão a seguir. Lemos sobre isso em Atos dos Apóstolos capítulo 5 que diz:


34
Mas, levantando-se no conselho um certo fariseu, chamado Gamaliel, doutor da lei, venerado por todo o povo, mandou que por um pouco levassem para fora os apóstolos;
35
E disse-lhes: Homens israelitas, acautelai-vos a respeito do que haveis de fazer a estes homens,
36
Porque antes destes dias levantou-se Teudas, dizendo ser alguém; a este se ajuntou o número de uns quatrocentos homens; o qual foi morto, e todos os que lhe deram ouvidos foram dispersos e reduzidos a nada.
37
Depois deste levantou-se Judas, o galileu, nos dias do alistamento, e levou muito povo após si; mas também este pereceu, e todos os que lhe deram ouvidos foram dispersos.
38
E agora digo-vos: Dai de mão a estes homens, e deixai-os, porque, se este conselho ou esta obra é de homens, se desfará,
39
Mas, se é de Deus, não podereis desfazê-la; para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus.


Vejamos o que é hoje o Neocalvinismo ou Novo calvinismo e suas características:

O “novo” calvinismo versus o “velho” calvinismo






O movimento que foi denominado "novo calvinismo" se assemelha ao “velho” calvinismo nas convicções doutrinárias. Crê no conteúdo das confissões de fé reformadas e as enxerga como fiéis intérpretes das Escrituras. Crê nas doutrinas da graça e na soberania de Deus na salvação e afirma isso com veemência. Porém assume algumas posturas diferentes no campo prático e pastoral.








1 – O “novo” calvinismo tem uma postura dialogal com outros cristãos. O “novo” calvinismo observa outras vertentes do cristianismo e absorve o que há de melhor. O “novo”calvinismo busca ter humildade para não se achar melhor do que outros e busca sabedoria para se articular nas controvérsias. Conforme salientou Mark Driscoll: “O velho calvinismo era temeroso e desconfiado dos outros cristãos, queimando pontes. Essa nova corrente faz o contrário” ou seja, para Driscoll, o “novo” calvinismo constrói pontes entre os cristãos. A máxima de Richard Baxter é bastante relevante nesse sentido: “No que é essencial, unidade, no que é não-essencial, liberdade e em todas as coisas, caridade”.








2 – O “novo” calvinismo dialoga com a contemporaneidade. Não olha com desconfiança para a pós-modernidade, mas pega o que há de melhor combatendo o relativismo. Não se assemelha ao mundo no conteúdo, mas procura comunicar melhor ao mundo a mensagem adquirindo uma prática litúrgica bíblica e ao mesmo tempo contextualizada entendendo a liberdade que Jesus Cristo dá a sua Igreja nesse sentido. Boa liturgia, bíblica e contemporânea nos cânticos, com conteúdo e relevância.


3 – O “novo” calvinismo é positivo. Não se arma numa fortaleza de defesa, mas também não se contamina com as tendências atuais somente por estarem na moda. Procura manter os distintivos e afirmá-los. Na prática, não investem tempo nem energia para desconstruir os métodos pragmáticos de crescimento de igrejas, mas procuram buscar nas Escrituras os métodos corretos. Não busca ser polemista, mas afirmar a verdade bíblica em amor. Não quer ser pragmático e crescer a qualquer custo, mas busca crescer com os meios bíblicos sem faltar com a relevância e ficar apenas em contextos minúsculos.








4 – O “novo” calvinismo é fervoroso e carismático. John Piper salienta “por um lado, temos os conservadores, extremamente meticulosos com as idéias acerca de Deus e com a preocupação de ter as doutrinas corretamente estabelecidas, aos quais digo: amém! Estou com vocês. Por outro lado, temos os carismáticos, perdidamente simplórios com relação à doutrina e entregues à emoção – levantam as mãos e batem palmas, seus pés pulam e eles sentem algo diferente, caso contrário o Senhor não está naquele lugar! Também estou com Eles! Odeio a separação entre os dois. Farei todo o possível, dentro das minhas forças e enquanto estiver vivo, para ajudar essas pessoas a enxergarem que elas estão dando a Deus apenas à metade da sua glória. Conhecer a Deus verdadeiramente e não sentí-Lo de forma devida é dar-Lhe apenas metade de Sua glória. Sentí-Lo de forma devida e não conhecê-Lo verdadeiramente é dar-Lhe apenas metade de Sua glória. Devemos dar a Deus toda a Sua glória, assim como Jonathan Edwards destacou.” (PIPER, O alvo do aconselhamento bíblico é a glória de Deus In Coletâneas de Aconselhamento Bíblico. 


6) O “novo” calvinismo, se não em todos os seus adeptos, mas em considerável parte, aceita a atualidade, contemporaneidade e continuidade dos dons extraordinários dados pelo Espírito Santo em detrimento do cessacionismo defendido por boa parte dos eruditos reformados. O “novo” calvinismo posiciona as afeições cristãs, parodiando Jonathan Edwards, em seu devido lugar com bom uso das manifestações físicas.


5 –O "novo" calvinismo busca prazer cristão e a felicidade de Deus. John Piper chama isso de hedonismo cristão. Ainda que alguns fiquem chocados com o termo, ele significa prazer e o ser humano foi criado para glorificar a Deus e se deleitar Nele, perdeu essa alegria na queda, foi redimido por Cristo para se deleitar Nele novamente em reconciliação e será glorificado para a alegria eterna com Deus. O prazer cristão é a felicidade em Deus vivida hoje em todas as esferas da vida. Como diz John Piper: “Deus é mais glorificado em nós, quando estamos mais plenamente satisfeitos Nele”, sentença que guia a sua vida e pensamento e que está exposta no livro “Teologia da Alegria” ou"Em busca de Deus". A teologia do prazer cristão se opõe a obediência pura e simples. Isso choca porque ensina que a obediência como dever é legalismo (parodiando Russell Shedd no prefácio ao livro).








6 – O “novo” calvinismo não é institucional ou denominacional. É a fé cristã vivida com intensidade, paixão e fervor pela glória de Deus seja de que denominação evangélica for e em que instituição influenciar. Não se prende a instituições e denominações, mas busca serví-las e contagiá-las.


A comparação clara e coesa reproduzida acima foi feita pelo Pr. Juan de Paula, titular da Igreja Batista Central de Iguaba Grande - RJ, e é resultado de uma experiência pessoal recente conforme reproduzo a seguir, sem autorização particular do autor porque o mesmo já o autorizou no seu blog  (http://juandepaula.blogspot.com ) :


Minha “conversão” ao calvinismo se deu em 2004 ao iniciar o Segundo ano do curso de teologia no seminário por influência de um professor que se tornou um grande amigo pessoal. Já havia tensões em minha mente sobre a soberania de Deus na salvação em 2002, mas com a descoberta do método histórico-crítico e algumas inclinações neo-ortodoxas no 1º ano, pude “resolver” as tensões quanto à predestinação em minha mente abrindo mão da inerrância bíblica. Nas férias, pude perceber que abrir mão da inerrância me traria sérios problemas na mente e no coração e precisava de substância para crer de forma evangélica. Foi aí que estudei a confissão de Fé de Westminster e ponto: tornei-me um calvinista fervoroso e vigoroso na defesa da soberania de Deus e das doutrinas da graça, convicções que amo, professo e defendo até hoje e oro para que permaneça assim até o fim da minha existência. Porém agi com muita falta de sabedoria e achava que estava certo assim. Por um lado eram tensões que precisava resolver no coração, por outro lado, espelhava a simbiose entre a fé reformada e o tradicionalismo. Daí que ao iniciar as leituras em John Piper e depois descobrindo toda uma tropa (Wayne Grudem, Mark Driscoll, C. J. Mahaney, Tim Keller) que foi denominada "novo calvinismo" recentemente pela revista Times como a 3º idéia mais influente nos EUA (Glória a Deus por isso!) fui despertado para algumas questões.


O debate não começa e não  termina aí. Ainda mais porque efetivamente não é novo. Trata-se de, realmente, esperar para ver. Com certeza um despertamento e, mais uma vez correção de práticas adotadas, surgirão. Que sejam para a Glória de Deus e avivamento de sua obra em vários lugares. Que mais pessoas sejam alcançadas pela graça do Senhor. Amém.




COMENTE ESSE "POST"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE ACHOU DESSE ASSUNTO?

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DESSE E-BOOK
Clique na imagem acima e saiba como fazer o download desse importante e-book

EM DESTAQUE NA SEMANA

VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE LER




09 Dez 2010
Reflexões acerca do que a Bíblia revela e declara sob a ótica cristã autêntica. Nada porém substitui a leitura pessoal da Bíblia, a inerrante Palavra de Deus. LEIA A BÍBLIA! Salmos 119:105 Lâmpada para os meus pés é tua palavra, ...
19 Dez 2010
Essa pessoa sai pensando em Deus de um modo ou de outro, e em decisões que fatalmente terá de tomar frente ao divino. Nas prisões, após ouvir um pregador ou missionário de uma ou outra igreja, os criminosos mais terríveis param para ...
01 Dez 2010
A Bíblia é fonte inesgotável de ensinamentos dados do ponto de vista de Deus. As Sagradas Escrituras só não revelam o que, segundo a aprovação de Deus, Ele mesmo por Si não quer revelar-nos. Deus não revela coisas imposto pela ...
09 Dez 2010
Infelizmente ou ao contrário, como seres sociais e assim planejados por Deus, só construímos conhecimento em cima de informações e conhecimentos que nos antecedem. Por isso é natural não poucos de nós repetirmos conclusões feitas por ...

UM ABENÇOADO E VITORIOSO ANO NOVO A TODOS! OBRIGADO A TODOS OS LEITORES E VISITANTES!

Arquivo do blog

TEOLOGIA EM DESTAQUE: DIVERSAS POSTAGENS


26 Ago 2010
Nessa postagem quero deixar claro que dentre as diversas teologias usadas ( teologia popular, teologia leiga, teologia ministerial, teologia profissional e teologia acadêmica ) a que move a igreja e faz avançar o seu ...
27 Out 2011
Por experiência entenda-se todas as comprovações factuais acerca do que se crê conforme a teologia crida, seja essa oficial, oficiosa, leiga, individual, etc. Assim posto, é necessário colocar que o que me fez tocar nesse ...
25 Ago 2010
A teologia leiga é portanto um passo além da teologia popular, na verdade uma passo acima. Quando um crente dedica-se mais sistematicamente a investigação da sua fé , buscando uma melhor forma de não só expor o ...
11 Jan 2011
Conforme postagens anteriores que esclarecem a diferença entre teologia oficial e leiga, evidentemente em todas as igrejas há, por parte de seus membros uma teologia mais popular e uma teologia pessoal. Mesmos ...

links úteis

Atenção!

TODAS AS NOSSAS POSTAGENS TRAZEM ABAIXO LINKS PARA COMPARTILHAMENTO E IMPRESSÃO E SALVAMENTO EM PDF. NO CASO CLIQUEM 'JOLIPRINT' E UM SITE CONVERTERÁ O POST EM UM PDF AGRADÁVEL DE SER SALVO E PORTANTO GUARDADO PARA LEITURA POSTERIOR ( fica visível em alguns navegadores, aproveite essa funcionalidade extra! )

CRISE NO CATOLICISMO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO

ACESSE JÁ CLICANDO NO LINK ABAIXO
VÁRIAS VERSÕES, ESTUDOS SOBRE CADA LIVRO DAS ESCRITURAS

NÃO PERCA UMA POSTAGEM DIGITE ABAIXO O SEU E-MAIL OU DE UM AMIGO

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!

ATUALIDADE ! CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E LEIA AGORA MESMO!
NÃO PERDER O FOCO...QUAL O REAL PRINCÍPIO DO CULTO? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ACESSE

CURSO TEOLÓGICO GRÁTIS! *HÁ TAMBÉM OUTROS CURSOS DISPONÍVEIS

QUEM INVENTOU O APELO NOS CULTOS?

SOBRE O LIVRO DE GÊNESIS, LEIA AS PRINCIPAIS POSTAGENS

25 Nov 2010
Tenho algumas vezes, em minhas despretenciosas reflexões ( despretenciosas por não terem o tom acadêmico e muito menos professoral, são apenas reflexões ), dito que se não se crer no que o Livro de Gênesis declara, não é necessário ...
31 Jan 2011
-A razão das atuais, ou pelo menos de predominância histórica, das condições existenciais e morais do homem têm no Gênesis a sua satisfatória resposta. A existência de condições nem sempre e totalmente favoráveis a nosso conforto ...
11 Jan 2011
Como parte do pentateuco, o Gênesis, depreciado modernamente graças a nossa submissão e endeusamento da ciência, que com a sua contribuição à saúde, tecnologia e construção material da sociedade, pouco ou quase nada tem a dizer sobre ...
21 Nov 2010
A religiosidade cristã moderna ou atual, de há muito tem se contentado e desprezado as narrativas de Gênesis, precioado por parte majoritária de setores quase que totais do mundo científico e da falsa sensação de que tudo pode ser ...

O GÊNESIS, COM NARRAÇÃO DE CID MOREIRA E IMAGENS

NÃO DEIXE DE LER OS SEGUINTES POSTS DENTRE OS MAIS LIDOS...

29 Mai 2010
UM LIVRO OBRIGATÓRIO PARA CATÓLICOS E EVANGÉLICOS ACERCA DA ERRÔNEA CULTURA DO CULTO A MARIA. Recebi por indicação do irmão Jorge Fernandes Isha, um e-book gratuito, de leitura obrigatória para os evangélicos e para ...
16 Fev 2010
Judas era o mais culto, de origem e status social diverso dos demais, de outra cidade, e foi substituído não pelo apóstolo dentre os discípulos eleito pelos demais, por própria escolha de Jesus, após a morte de Estevão, Saulo, discípulo de Gamaliel, provavelmente o mais preparado ...Melquesedeque, Maria , José, e tantos outros. Deus se dá a conhecer plenamente a cada um que o ama. O ue Ele fará na história as vezes não noscompete saber, as vezes sim. Essa é a diferença. ...
19 Mar 2010
Tal qual os fariseus, põem não poucos impencilhos que vão desde reparações a pregação simples e com pouca ligação com a hermeneutica e pregação convencionais, a música, letra das canções, a ordem do culto, forma dos apelos e ... Essa pessoa , esse novo crente, como filho ou filha de Deus de fato, tem agora uma nova vida, como Madalena, Zaqueu, o Gadareno, o Centurião, Nicodemos,o ladrão da cruz, Marta e Maria, Lázaro ( não necessariamente nessa ordem ), e tantos outros. ...
04 Mar 2011
Nesse aspecto seria legítimo um católico cultuar Maria como N.Senhora, um muçulmano a Maomé como seu legítimo profeta, um budista como objeto de culto, e assim por diante. Todoslçegitimamente amparados por sentimentos sinceros e ...
English (auto-detected) » English




English (auto-detected) » English


English (auto-detected) » English

VISITE JÁ UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO

VISITE JÁ  UM BLOG SOBRE ATUALIDADES RELIGIOSAS E FATOS IMPORTANTES NO MUNDO
CONTANDO OS NOSSOS DIAS ACESSE JÁ. CLIQUE AQUI!

ESTUDE EM CASA.TRABALHE EM CASA!

leitores on line

OPORTUNIDADE!

LEIA: E-BOOKS EVANGÉLICOS GRÁTIS Clicando na imagem a abaixo você fará os downloads dos mesmos